Novo rompimento na barragem do Fundão, Mariana-MG

Novo rompimento Mariana

Ontem, 27, Mariana esteve em alerta uma vez mais. Rompeu parcialmente a barragem do Fundão, a mesma que estourou no passado 5 de novembro causando devastação no Vale do Rio Doce.

450 funcionários da empresa mineradora Samarco tiveram que abandonar, às pressas, o Complexo de Germano (foto), área de mineração que engloba as barragens de Fundão, Germano e Santarém. Foi dado alerta amarelo e as equipes de Defesa Civil, Bombeiros e Polícia Militar se deslocaram a Mariana para uma avaliação.

Segundo informações do governo estadual, este rompimento ocorreu ao meio dia da quarta-feira. Ainda não há dados concretos sobre a quantidade de rejeitos que vazou, desta vez mas, a preocupação sobre a estabilidade das barragens do complexo minerário é cada vez mais aguda.

O Ministério Público de Minas Gerais - MPMG realiza investigações técnicas para apurar a dimensão deste deslocamento de lama. Segundo o promotor de justiça Carlos Eduardo Ferreira Pinto, “é fundamental que a Samarco cumpra o determinado judicialmente (...) bem como proceda ao esvaziamento da usina de Candonga, de maneira que a usina possa operar como contenção em caso de um rompimento das estruturas remanescentes”.

Outra exigência do MPMG, a apresentação de um plano de ação emergencial, foi protocolado pela empresa Samarco quarta-feira passada.

Mas...

Os riscos são imensos, as chuvas não perdoam, as encostas, desnudadas de sua vegetação, cede, os rios, assoreados de rejeitos, transbordam e o povo do Vale do Rio Doce continua com o pé na lama, bebendo lama, tentando salvar, da lama, suas poucas pertências, sua vida.

E não foi por falta de aviso...

Leia também:

setaHÁ RISCO DE ROMPIMENTO DE OUTRAS BARRAGENS EM MG

Fonte foto: GIAIA