O tênis feito com descarte de frutas, e que ainda pretende atrair as abelhas

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

De Nápoles, na Itália, vem uma boa notícia no setor de calçados ecossustentáveis. Trata de uma linha de tênis feitos com descarte de frutas e verduras!

Do encontro entre o designer coreano Dong Seon Lee e da gerente de produtos napolitana, Giuliana Borzillo, nasceu uma start-up que está prestes a lançar sua primeira coleção de tênis sustentáveis e completamente livres de componentes de origem animal.

Estamos falando da empresa ID.LAB, que criou a linha de calçados ID.EIGHT, fabricados com resíduos da indústria de alimentos, mais especificamente dos hortifruti não comestíveis, como por exemplo restos de maçãs, cascas de uvas, folhas de abacaxi, etc. Tudo que possa ser usado na criação de três tipos de imitações de couro, para a confecção de calçados.

No greenMe, já falamos sobre o reaproveitamento de materiais para fabricação de tênis, como no caso do Pinatex, feito com as sobras de abacaxi, do Nat-2 um tênis ecológico feito com materiais recicláveis e com acabamento de borra de café e do Everything is Rubbish confeccionado com lixo plástico recolhido dos mares

Agora é a vez desse tênis que está prestes a ser lançado no mercado. Nele, até as solas são de borracha reciclada.

E uma outra novidade desse tênis é que a caixa na qual ele será embalado e vendido, foi projetada para ser completamente green, ou seja, produzida com papel reciclado, e ainda contendo sementes de flores nativas para plantar em vasos ou no jardim, com a finalidade de atrair abelhas para ajudar na preservação desta espécie.

A primeira coleção desse tênis tem dois modelos: Duri e Hana, que são do tipo casual e unissex com o objetivo de serem ecléticos para todos os gêneros.

Além de todos estes atributos,  estes tênis serão produzidos de forma ética também na cadeia de produção, que será controlada desde os materiais até o transporte, para que sejam exclusivamente de empresas que não explorem trabalhadores e que respeitam os direitos sindicais.

Para se lançar no mercado, fora realizada uma campanha no Kickstarter – uma plataforma de financiamento coletivo – para arrecadar fundos que permitam dar o start necessário para a produção comercial desse calçado.

Nada como unir criatividade, ética, sustentabilidade, reaproveitamento de materiais e beleza, em um só produto!

Parabéns aos idealizadores e sucesso no empreendimento!

Talvez te interesse ler também:

Pele vegetal feita de cacto e algodão: adeus ao couro animal

Moda Vegana: Vestuário Sustentável, Sem Exploração e Cruelty-Free

A moda descartável está enchendo o planeta de lixo têxtil: jogamos 811% mais roupas do que em 1960

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Professora, alfabetizadora, formada em História pela Universidade Santa Cecília, tem o blog A Vida nos fala e escreve para GreenMe desde 2017.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Instagram
Siga no Facebook