Para que serve o ácido hialurônico? Veja prós e contras

  • atualizado: 
rugas

É comum associar o nome ácido hialurônico às questões de beleza e estética, particularmente da pele, porque cremes e produtos de beleza feitos a base desta substância, são facilmente encontrados no mercado. Mas também existem   suplementos para serem tomados via oral, também para uso medicinal. E quais seriam os prós e os contras do ácido hialurônico?

O QUE É E PARA QUE SERVE O ÁCIDO HIALURÔNICO?

O ácido hialurônico é uma substância produzida naturalmente pelo nosso corpo que serve como um componente fundamental do tecido conjuntivo, ou seja, um conjunto de diferentes tipos de composição de tecido que têm a função de dar suporte e estrutura a outros tecidos e órgãos do nosso corpo.

É graças ao ácido hialurônico que a pele se mantém jovem, elástica e resistente.

Conforme a idade avança, no entanto, o corpo o produz cada vez menos deste ácido, de modo que as rugas, a secura da pele e outros defeitos podem começar a aparecer.

acido hialuronico

MAS HÁ PRÓS E CONTRAS

Ao usar o ácido hialurônico para fins estéticos, especialmente para preenchimento de rugas, deve-se tomar cuidado.

Na verdade, essa substância pode ser de origem aviária (derivada de cristas de galo, conhecida como ácido hilaraurônico Hylaform) ou de origem bacteriana, através da sua fermentação (tipos Restylane ou Juvederm).

É melhor verificar a origem deste ingrediente antes de comprar produtos ou sofrer tratamentos com ácido hialurônico.

BENEFÍCIOS

Atualmente, o ácido hialurônico vem sendo usado com muitas vantagens em vários ramos, não apenas da estética, mas também da medicina.

O ácido hialurônico tem altas propriedades anti-idade e, portanto, é comumente usado como poderoso antiarrugas. Seus efeitos positivos também são observados na cura da pele seca e sensível, especialmente das mulheres mais velhas que naturalmente produzem esta substância em menor quantidade.

O ácido hialurônico é capaz de estimular a formação do colágeno (proteína do tecido conjuntivo essencial para a saúde da pele, da cartilagem, dos ossos, etc) e também possui propriedades anti-inflamatórias, ajuda na cicatrização e protege contra vírus e bactérias.

Com o uso desta substância, a pele ficará muito mais hidratada, o ácido hialurônico tende a atrair a água e, assim, garantir maior tonicidade à pele.

Uso interno

O ácido hialurônico também pode ser usado internamente. Na verdade, existem suplementos especialmente recomendados para aqueles que procuram um efeito rejuvenescedor na pele e nos tecidos, mas também para aqueles que querem aliviar dores nas articulações.

Somente um médico pode recomendar o ácido hialurônico para um uso interno seguro, verificando as doses justas considerando cada caso em particular.

Para uso em retoques estéticos, o ácido hialurônico é usado para corrigir imperfeições em diferentes áreas do corpo: lábios, mamas, cicatrizes, rugas de idade no rosto e muito mais.

Injetar essa substância, de fato, permite reativar a replicação celular e consequentemente melhorar a maciez, a compacidade e a elasticidade da pele.

Muito interessante também é o seu uso na medicina, por exemplo, injeta-se a substância diretamente na área das articulações afetadas pela artrite, a fim de lubrificar a articulação, proteger a cartilagem e reduzir a carga para qual a área é submetida.

Esta substância também é utilizada no campo oftalmológico (para fazer colírios ou pomadas), pois ajuda a cicatrizar e regenerar os tecidos.

creme rosto

CONTRAINDICAÇÕES

Uma vez que esta é uma substância que ocorre naturalmente em nosso corpo, não podemos falar de verdadeiras contra-indicações do ácido hialurônico em si, pois ele seria sempre bem tolerado em nosso corpo.

No entanto, os problemas surgem quando a substância vem a ser mal utilizada ou usada em demasia (exageradamente). Mas não apenas nestes casos.

Os cremes feitos de ácido hialurônico podem causar vermelhidão, alergias ou outras reações cutâneas, que podem não necessariamente ter sido causadas por causa da presença desta substância, mas sim por causa de outros componentes com os quais o produto é produzido.

As infiltrações (viscossuplementações) geralmente são seguras, mas podem criar problemas, especialmente se forem feitas incorretamente.

Podem ocorrer vermelhidão, inchaço, hematomas e desconforto. No caso de infiltração no joelho, pode-se acusar posteriormente dores ou líquidos na área tratada.

E por fim, deve-se evitar o uso do ácido hialurônico na gravidez e na lactação, porque ainda não existem estudos que possam revelar segurança total no uso desta substância durante estes períodos tão delicados da vida de uma mulher.