©Pixabay

Você sabia? 1 gota de óleo de cozinha polui 20 litros de água potável

Você sabia? 1 gota de óleo de cozinha polui 20 litros de água potável

Que tal reduzir o uso do óleo de cozinha?

Diariamente, o óleo é bastante utilizado na preparação de alimentos em geral. Infelizmente, muitas pessoas descartam de qualquer forma, não se preocupando com a poluição provocada por ele.

Quais são os impactos ambientais do óleo de cozinha?

O óleo de cozinha é uma mistura de substâncias (ácidos graxos insaturados) que não apresenta solubilidade na água. Quando descartado de forma incorreta, o óleo pode provocar poluição tanto na natureza quanto nas cidades. O óleo pode provocar a poluição da:

  • água;
  • solo;
  • clima;
  • estrutura pública.

Poluição na água

O óleo de cozinha possui uma densidade inferior à da água. Assim, quando os dois estão misturados, o óleo fica sobre a água, formando uma película capaz de causar problemas ambientais.

A camada de óleo sobre a água prejudica a entrada de luz e de gás oxigênio. Dessa forma, os peixes passam a ter uma oferta menor de oxigênio disponível, o que pode causar a morte desses animais.

A diminuição da incidência de luz no ambiente aquático, prejudica os processos fotoquímicos, ou seja, todo um ecossistema aquático. O desenvolvimento do fitoplâncton, por exemplo, fica bastante comprometido, a base da cadeia alimentar aquática.

Poluição no solo

Quando lançado no solo (ou descartado no lixo comum), o óleo acaba infiltrando-se. Assim, ele pode alcançar, por exemplo, o lençol freático, poluindo-o.

O óleo de cozinha ainda tem a capacidade de formar uma camada impermeável no solo, impedindo que a água da chuva consiga entrar, aumentando o risco de enchentes.

Poluição no clima

Quando bactérias realizam a decomposição do óleo, um dos produtos dessa reação é o gás metano.

O gás metano, junto com o gás carbônico, contribui para o aquecimento do planeta.

Poluição nas redes de esgoto

Quando o óleo de cozinha é descartado diretamente no ralo de uma pia, durante o trajeto na tubulação, como é menos denso que a água, acaba grudando nas paredes dos canos e retendo partículas sólidas diversas.

Parte do óleo aderido acaba transformando-se em gordura. Então, forma-se uma camada sólida desse material e de outros dejetos, o que pode obstruir a passagem de água, causando alagamentos no interior das residências e também nas ruas.

É muito comum alagamentos nas ruas devido ao transbordamento do esgoto. Como toda água utilizada em casa vai para a rede de esgoto, com a obstrução, o esgoto sobrecarrega, o que causa o transbordamento.

Outro problema é o fato de que, para realizar o desentupimento, produtos químicos são utilizados, aumentando a quantidade de substâncias nocivas na água, poluindo-a ainda mais.

Reciclagem do óleo

O consumo de óleo no país é de quinze litros por brasileiro, ao ano. Aproximadamente, cada família gera um litro de óleo por mês. Levando em consideração que cada gota de óleo usada pode contaminar 20 litros de água potável, tenha em mente a quantidade de poluição causada nas águas por causa do óleo.

Uma das alternativas para descarte do óleo é a reciclagem.

Muitas ONGs recolhem toneladas de óleo de cozinha por ano que são transformados em biodiesel.

Algumas formas interessantes de reciclar o óleo:

  • Produção de biodiesel;
  • Produção de sabões;
  • Produção de tintas a óleo;
  • Produção de massa de vidraceiro.

Pensando nos impactos ambientais do óleo de cozinha? Pois separe uma garrafa PET usada e faça de recipiente para guardar o óleo de cozinha que foi utilizado. Procure o posto de coleta da sua cidade.

Talvez te interesse ler também:

Transformar o óleo de cozinha em sabão, e empoderar mulheres a fazerem o mesmo 

RJ: óleo de cozinha garante arrecadação de ICMS verde 

Recicle o óleo de cozinha fazendo sabão caseiro

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *