Lua - a influência do astro no cultivo é um fato

lua-plantar

Os camponeses conhecem, e usam, a Lua e sua influência para os cultivos, colheita e cuidados das plantas e seus frutos. Veja aqui, em cada fase lunar, o que você deve e não deve fazer na sua horta e se beneficie desta ajuda extra que é a nossa lua branca rolando no céu.

Sim, a Lua exerce influência sobre o que acontece no nosso planeta. As marés, o movimentos dos líquidos, ascendente ou descendente, nos seres humanos, no interior do solo, dentro das plantas, são uma consequência das variações da força de gravidade da Lua sobre a estabilidade gravitacional de todo o planeta. Um jogo de forças que interfere também no trabalho de parto - é mais fácil parir, por para fora, na lua minguante.

O cabelo da gente cresce mais quando o cortamos em lua nova ou crescente. As plantas estão mais cheias de seiva em lua nova ou crescente e as raízes, na minguante, e por aí vai. A colheita dos frutos dá melhores resultados na Lua Cheia e, estes são menos “cheios” nas luas minguante e nova. Os grãos são mais “cheios” na lua cheia mas, se conservam melhor se colhidos na lua minguante. Observe esses momentos, fases lunares, em benefício de suas plantas domésticas.

As fases da lua e sua influência sobre as plantas da nossa horta

 
lua_fases
Fases da Lua - lunação
 

LUA CHEIA

Na lua cheia, redonda, brilhante, é boa época para:
• Montar armadilhas para controle biológico;
• Germinar sementes. Plantas que nascem nessa fase da Lua são mais resistentes à seca;
• Colher frutos, como tomate, laranja, pimentão e abacaxi. Frutos colhidos nessa fase da lua retém mais nutrientes. Logo, são mais saborosos e duram mais.

LUA CRESCENTE

É nesta fase que você deve colher suas ervas (e, dê preferência, ao amanhecer quando ainda estão frescas da noite e conservam seus óleos essenciais). Na horta, corresponde às verduras folhosas.
• Colher ervas e folhas, como coentro, orégano, alface, rúcula e espinafre;
• Plantar flores e espécies que possuem sementes pequenas, como beterraba, rabanete e cravo.

LUA MINGUANTE

É quando a seiva se recolhe para “baixo”, para o interior, então é a melhor época para colher tubérculos e também para podar as plantas (o sofrimento será menor, as cicatrizes secarão mais rápido, os galhos não tornarão a brotar)
• Colher alimentos de raiz, como beterraba, batata, cenoura e mandioca;
• Podar galhos e ramos que você não quer que voltem a crescer;
• Fazer controle de pragas; essa ação que é a de retirar as ervas invasoras (daninhas) é melhor sucedida quando a “força” destas está recolhida nas raízes. Mas, veja, você deverá retirar a planta inteira. O mesmo efeito benéfico se tem no controle de insetos que chupam as plantas - pulgões, cochonilhas e outros - pois, na lua minguante, a seiva se recolhe dos ramos e os insetos ficam sem tanto alimento, por tanto, mais frágeis.
• Germinar sementes. Plantas que nascem nessa fase da Lua são mais resistentes a estações chuvosas.
tempo ideal para o corte de bambu e outras plantas para se fazer estacas e escoras de madeira, que estarão mais secos e durarão mais.

LUA NOVA

Quando a lua não está visível, a lua nova, é o melhor momento para se colher grãos e leguminosas (terão mais durabilidade e também sua composição mais concentrada, menos diluída com a água da seiva que, nesta época, ainda está nas partes baixas da planta e nas raízes). Por isso também é época de plantar as raízes alimentícias, que estarão mais “ricas e cheias” e com maiores possibilidades de brotarem saudavelmente:
• Colher grãos, como arroz, feijão, milho e lentilha; porque serão também menos suscetíveis de se estragarem, sofrerem ataques de fungos ou brocas, por estarem mais secos internamente.
• Plantar alimentos de raiz, como beterraba, batata, cenoura e mandioca; porquê as raízes (tubérculos e rizomas) estarão repletos de suas seivas germinativas e, com a vinda da lua crescente, esta tenderá a brotar, que é “sair para fora”.
• Transplantar mudas que já possuem folhas definitivas; nesta época as plantas estão com seus potenciais em si mesmas e se adaptarão mais facilmente ao local definitivo.
• Escarificar o solo, que significa cortar, romper a camada superficial (15 a 30 cm de profundidade) de solo verticalmente para arear a terra e melhorar a movimentação dos nutrientes, sem inverter as camadas,o que é prejudicial. Pode-se fazer com a enxada desde que não se vire a camada de cabeça para baixo, ou com o escarificador, um instrumentos com facas, hastes cortantes, que trabalha na vertical e caminha na horizontal.

Esses conhecimentos, que são da cultura camponesa mais antiga, parecem fruto de superstição ou fé mas, na verdade, têm tudo a ver com ciência (mesmo que a ciência atual não se interesse por estudar os efeitos) e são preceitos seguidos tanto pela permacultura quanto pela agricultura biodinâmica.

Leia também:

OS EFEITOS DA LUA CHEIA SOBRE O HOMEM, PLANTAS E ANIMAIS

Fonte: RAS-Rede de Agricultura Sustentável