Dieta pegana: que dieta é essa? Faz bem para a saúde?

Você já ouvir falar em dieta pegana? Será que essa dieta pega ou é mais um modismo?

A dieta pegana é uma combinação das dietas paleo e vegana. A expressão chegou aos “trends” do Google nos Estados Unidos e no México, o que revela que a busca por esse regime vem aumentando desde o início do ano, informa a BBC News Brasil.

O que é?

A dieta paleo tem esse nome porque ela se baseia em alimentos proteicos, como era comum no período Paleolítico. Estão na dieta carne magra, peixe, frutas, vegetais, nozes e sementes. Já a vegana exclui todos os alimentos de origem animal, incluindo ovos e laticínios.

Parece paradoxal, certo? Nem tanto, porque a dieta pegana dá ênfase a alimentos frescos de origem vegetal e a produtos orgânicos de origem animal, como peixe e carne.

Cerca de 75% dos alimentos que constituem a dieta pegana são frutas e legumes. Os outros 25% são carnes e gorduras de origem animal.

São proibidos grãos de quase qualquer tipo (incluindo cereais integrais) e leguminosas, além de severa restrição a laticínios.

Faz bem?

Os nutricionistas, em geral, recomendam que não devemos excluir nenhum grupo alimentar do nosso cardápio e que devemos saber as quantidades adequadas de ingerir os seus itens.

Entretanto, volta e meia aparece uma nova dieta sugerindo algum tipo de restrição alimentar, seja para fins de emagrecimento, seja para fins salutares.

Alguns nutricionistas destacam que a dieta pegana é benéfica já que é muito saudável, ao combinar proteínas, vegetais e frutas. Outros já a criticam porque restringe alimentos tidos como necessários para uma dieta balanceada, como carboidratos, legumes e laticínios.

Antes de começar uma dieta só porque ela está na moda, procure um profissional para acompanhar você e prescrever os alimentos que são essenciais para o seu estilo de vida e para a sua finalidade.

Talvez te interesse ler também:

FLEXITARIANA: A DIETA CONTRA O AQUECIMENTO GLOBAL

VEGETARIANO X VEGANO: VAMOS ESCLARECER AS DIFERENÇAS?

A DIETA CETOGÊNICA EMAGRECE MAS É PERIGOSA. NUTRICIONISTAS DA HARVARD ALERTAM SOBRE OS RISCOS

É doutora em Estudos de Linguagem, já foi professora de português e espanhol, adora ler e escrever, interessa-se pela temática ambiental e, por isso, escreve para o GreenMe desde 2015.
Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Instagram
Siga no Facebook