Escolas de Belém (PA) dão show em alimentação saudável

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

As escolas de Belém do Pará se esforçam para dar aos alunos uma alimentação mais natural e saudável. O que antes era enlatado e industrializado, hoje foi substituído pelo o fresco e o natural. Apesar das restrições para o envio da alimentação escolar – lugares onde só chegam barcos, as viagens são longas e a energia elétrica é fornecida por geradores – os municípios estão vencendo os desafios para garantir uma boa alimentação aos alunos.

Tais esforços já renderam uma premiação à capital paraense. Belém recebeu o Prêmio Gestor Eficiente da Merenda Escolar, em 2013, concedido pela ONG Ação Fome Zero dado aos municípios que garantem que o dinheiro público destinado à alimentação escolar seja, efetivamente, gasto em alimentos de qualidade. Em particular, a escola Nazaré no município de Ilha Grande é o destaque entre as escolas.

Nutricionistas dão assistências às escolas municipais e apesar da dificuldade em diversificarem os pratos regionais, baseados em mandioca, açaí e peixe, e equilibrarem os cardápios, os profissionais conseguem manter uma refeição completa, saudável sem deixar de valorizar a cultura alimentar local.

foto

Além da boa alimentação, as escolas adquirem hortaliças, galinha caipira, açaí e outros produtos da agricultura familiar, adotando a medida apresentada pela Lei 11.974/2009 do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), que determina que pelo menos 30% do montante repassado aos municípios pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para a compra da merenda seja direcionado aos pequenos produtores. “Em 2013, 37% da alimentação escolar veio da agricultura familiar” conta o presidente da Fundação Municipal de Assistência ao Estudante de Belém (Fmae), Walmir Nogueira Moraes.

O PNAE, contribui para o crescimento, desenvolvimento, rendimento escolar dos estudantes e a para a formação de hábitos alimentares saudáveis, por meio da oferta da alimentação escolar e de ações de educação alimentar. Além do incentivo do Programa Nacional, as crianças da escola Milton Monte, situada na Ilha do Combu, em Belém, melhoram o habito alimentar, a partir do contato direto com a horta, que cultiva as verduras utilizadas na própria escola. “Plantamos de tudo que possamos usar na escola. É uma maneira de aproximar as crianças das verduras” conta a diretora Maria Silene da Silva Teixeira.

São esses esforços que garantem a melhoria e a qualidade da alimentação escolar destes alunos.

Fonte fotos: fnde.gov.br

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
greenMe.com.br é uma revista brasileira online, de informação e opinião Editada também na Itália como greenMe.it
Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Instagram
Siga no Facebook