Chega de carne embutida na merenda das escolas públicas do Distrito Federal

O ano começa com uma ótima notícia, pelo menos para os alunos da rede pública de ensino do Distrito Federal, que agora podem contar com uma alimentação mais saudável no cardápio escolar deles.

Saiu no Diário Oficial do DF do último dia 06, uma decisão que impede que alimentos embutidos de origem animal, como salsichas, presuntos e linguiças, constem na merenda dos alunos da rede pública e de instituições conveniadas à Secretaria de Educação do DF (SEEDF), como informou o Correio Braziliense.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) classifica as carnes processadas como cancerígenas. Elas integram o grupo 1 de carcinogênicos. O projeto de lei que proíbe tais itens na merenda é de autoria do deputado Reginaldo Sardinha. A Secretaria de Educação afirma que desde 2010 não inclui alimentos embutidos na merenda escolar.

Além da exclusão, serão feitas também campanhas de esclarecimento para que os pais, alunos e docentes se conscientizem sobre a importância de adotar uma alimentação saudável para todos.

Que essa decisão sirva de exemplo e se estenda a outros estados brasileiros. Menos carne é mais. Zero carne embutida é melhor ainda! Parabéns ao Distrito Federal!

Talvez te interesse ler também: 

Esta universidade em Portugal será a primeira a eliminar carne vermelha de suas cantinas

Consumo de carne e queimadas na Amazônia: tudo a ver

Especialistas alertam: é hora dar um corte à carne vermelha

Paulistana formada em Jornalismo pela Universidade de Santo Amaro, tem o blog Mamãe me Cria e escreve para GreenMe desde 2017.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Instagram
Siga no Facebook