Amaranto: propriedades, benefícios, valores nutricionais e contraindicações

  • atualizado: 
amaranto

Na atualidade, temos descoberto vários alimentos funcionais que os antigos já conheciam e faziam uso. O amaranto é um deles. O amaranto é uma semente originária do Peru, que na antiguidade era usada em cerimônias religiosas e como alimento para o povo inca.

Além dos incas, os astecas consideravam o amaranto precioso como o ouro. O amaranto na realidade são sementes e não grãos e são pequenas, saborosas e muito nutritivas devido às suas propriedades benéficas. É uma boa opção alimentar, para fazer parte de nossas refeições pois, devido ao alto teor de nutrientes que possui, tornará nossa alimentação mais rica e completa, principalmente, em proteína.

O amaranto é considerado pelos agricultores como uma erva daninha que se espalha até mesmo em campos de soja transgênica. Esse fato demonstra como o amaranto tem uma constituição vital forte e resistente.

Tudo indica que, assim,como a quinoa, o amaranto será o alimento do futuro por conter carboidratos, ser rico em aminoácidos essenciais que nosso corpo utiliza para produzir proteínas.
Saiba mais sobre o amaranto nos tópicos a seguir:

 

1. O que é o amaranto

O amaranto é aquele tipo de alimento que atua como base ou suplemento alimentar fornecendo proteína, na quantidade ideal e aminoácidos essenciais, que o corpo não produz e adquire através dos alimentos.

Esses fatores fazem do amaranto um alimentos necessário, tanto no cardápio alimentar do dia a dia, como para dietas alimentares específicas que exijam suplementação e reforço de alguns nutrientes que estão faltando no corpo.

Devido às suas proteínas, é uma alimento indispensável para vegetarianos e veganos. O amaranto é o único vegetal que é fonte de cálcio biodisponível, ou seja, que é melhor absorvido pelo organismo.

Essa semente tão rica de nutrientes, foi eleita por nutricionistas da Nasa (Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço) para fazer parte a dieta alimentar dos astronautas em missões espaciais.

No Brasil, a amaranto passou a ser cultivado na década de 1990 e, gradativamente, foi se tornando conhecido, por suas qualidades nutricionais.

Existem várias alternativas de consumo e utilização do amaranto, tais como: em flocos, farinha, grãos e, até, pipoca!

Essa semente tem um gosto suave, e pode ser utilizada em diversas receitas sem alterar os sabores.

Leia mais: AMARANTO: UM SUPERALIMENTO RICO EM NUTRIENTES! VEJA COMO CONSUMIR

2. Propriedades e benefícios

Por ser fonte de proteínas, rico em minerais, como o cálcio, o magnésio e o fósforo, o amaranto fortalece os ossos e os dentes.

Devido ao ferro em sua composição, o amaranto evita a anemia.

O amaranto tem um índice maior de cálcio do que muitos outros cereais, e contém baixa quantidade de ácido fítico, taninos e oxalatos, o que favorece que o organismo absorva este mineral com mas facilidade. Um outro nutriente importante que o amaranto contém em quantidade significativa é o zinco, mineral responsável pela ação de várias enzimas no organismo.

Por conter  vitamina C, o amaranto contribui para fortalecer o sistema imunológico.

O amaranto é fonte de fibras solúveis, que beneficiam a flora intestinal e promovem a saciedade (sem fome) por um tempo maior, favorecendo, por exemplo aqueles que precisam manter o peso ou emagrecer, de forma saudável. Só não pode abusar, pois o amaranto é rico em carboidratos.

Outro benefício que o amaranto tem, principalmente, para os celíacos é que ele é um alimento livre de glúten, porém, é necessário verificar a embalagem do produto, pois, alguns fabricantes utilizam o mesmo equipamento, onde foram processados os alimentos com glúten. Isso pode tornar o amaranto impróprio para intolerantes ao glúten, por isso é recomendável ler o rótulo da embalagem, para não correr esse risco.

O amaranto favorece o ganho de massa muscular por ser rico em proteínas que colaboram para a formação e renovação das células musculares; e aminoácidos essenciais, que promovem a regeneração muscular. Isso aliado às atividades físicas, contribui para o fortalecimento dos músculos.

Alguns estudos com o grão do amaranto evidenciaram que a composição nutricional desse alimento é semelhante à do arroz e do feijão, isso porque o amaranto possui proteínas, como o feijão e aminoácidos, como o arroz.

Por esse fato, o amaranto pode ser uma refeição substitutiva do prato de arroz com feijão, quando, se quiser variar o cardápio.

3. Como consumir o Amaranto

O amaranto pode ser consumido de várias formas e tem diversas versões, como:

  • em flocos pode ser utilizado com frutas, sucos, mingaus, saladas de frutas ou vitaminas 
  • Os grãos podem servir como ingredientes para saladas de verduras e legumes
  • ou também cozidos, como substitutivo do arroz
  • ou utilizados em sopas.

 

Para utilizar o amaranto como substitutivo do arroz, é só seguir esta receita:

Deixe uma xícara de amaranto cozinhando em seis xícaras de água por cerca de 20 minutos, mexa regularmente até ficar cozido. Em seguida escorra a água e sirva.

Outra maneira de consumir o amaranto é como pipoca, e a receita é simples:

Coloque uma colher de sopa de grãos de amaranto em uma panela sem óleo, tampe e deixe estourar, assim como o milho de pipoca, a diferença é que o resultado são pipocas em miniatura e o sabor se assemelha ao das nozes.

Por incrível que pareça, não são só as sementes do amaranto que podem ser consumidas, as folhas da planta também!

As folhas são semelhantes ao espinafre e ricas em vitamina C, cálcio e vitamina B3 e chegam a ter dez vezes mais caroteno do que o tomate.

Para se ter um consumo equilibrado do amaranto, os nutricionistas, em geral, recomendam 45 gramas diárias das sementes do amaranto, o que equivale a três colheres de sopa mais ou menos.

4. Valores nutricionais

amaranto planta

O amaranto, na realidade, não é um cereal porque não faz parte da família das gramíneas. É portanto, um pseudo-cereal.

Pode-se dizer que os nutrientes do amaranto correspondem à fusão de uma leguminosa e um cereal. Em comparação aos cereais, o amaranto é mais rico em aminoácidos.

Por conter saponinas, quando cozido, o amaranto fica pegajoso e com espuma, por isso, é conveniente enxaguá-lo bem em uma peneira antes de cozinhá-lo.

O amaranto possui propriedades nutricionais muito benéficas, devido à seguinte composição:

  • proteínas
  • vitamina E
  • minerais como cálcio, fósforo e potássio
  • não contém glúten
  • rico em aminoácidos, principalmente, lisina, que é deficiente nos cereais e é encontrada nas leguminosas
  • é composto por fitosteróis, contribuindo para reduzir o colesterol LDL (ruim)
  • é de fácil digestão, é um alimento nutritivo e energético

 

Para se ter uma ideia dos valores nutricionais do amaranto,100 gramas dele cozido fornece ao nosso organismo as seguintes quantidades de nutrientes:

  • Cerca de 102 calorias 
  • Possui baixo teor de gordura, tanto que 100 gramas de amaranto cozidos contêm apenas 2 gramas
  • 19 gr de carboidratos
  • 4 gr de proteína
  • 2 gr de fibra
  • 6 mg de sódio
  • 0,2 mg de vitamina E
  • 0,2 mg de niacina
  • 0,1 mg de vitamina B6
  • 22,0 mcg de folacina (vitamina B9)
  • 47 mg de cálcio
  • 2,1 mg de ferro
  • 65 g de magnésio
  • 148 mg de fósforo
  • 135 mg de potássio, além de selênio, manganês, cobre e zinco
  • O índice glicêmico do amaranto éigual a 35, que é mais baixo, em comparação ao macarrão sêmola de trigo, que é de 45. Veja aqui a tabela nutricional completa 
 

5. Contraindicações

O amaranto não apresenta contraindicações específicas, salvo um conteúdo moderado de ácido oxálico. Quem sofre de cálculos e problemas renais  deve pedir maiores informações e orientação a um nutricionista, para saber se pode consumir esse alimento e de que forma. 

Outro risco no consumo do amaranto é para que quem tem diabetes, devido ao índice glicêmico desse alimento, em excesso ou conforme o quadro do diabético, pode provocar picos de insulina no sangue e desencadear hiperglicemia.

É necessário também levar em conta que o amaranto é rico em proteínas e, em excesso, pode sobrecarregar os rins e fígado, principalmente naqueles têm doenças renais ou hepáticas.

Por isso, é conveniente que se procure orientação médica e evite o consumo nestes casos, sem orientação de um especialista.

O consumo exagerado de amaranto pode contribuir para o ganho de peso, devido aos carboidratos contidos nele.

A recomendação para saber como é a melhor forma de consumo e a quantidade ideal de amaranto, é procurar um nutricionista ou médico antes de inserir este alimento nas refeições do dia a dia ou dieta alimentar.

6. Amaranto, um alimento que "vale OURO"!

Agora, com todos os benefícios do amaranto e sabendo utilizá-lo com equilíbrio e a devida orientação de um especialista, caso necessário, que tal usufruir desse precioso alimento, que já para os antigos valia OURO, por ser tão precioso em suas propriedades terapêuticas e nutricionais?

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!