Farinha de trigo branca x integral

farinha-de-trigo-branca-x-integral

Poucas vezes paramos para observar a composição dos produtos que consumimos diariamente para sabermos o que estamos realmente ingerindo.

Se verificarmos todos os alimentos que temos em nossas casas, ou mesmo nos mais diversos lugares que fornecem alimentos, veremos que muitos deles têm em sua composição a farinha de trigo branca e, em alguns casos, a farinha de trigo integral.

Porém, para entendermos a real diferença entre a farinha de trigo branca e a farinha de trigo integral, tal qual a frequência em que encontramos ambas, precisamos entender seus processos de fabricação.

Por ser derivada de um grão, a farinha precisa ser devidamente processada até que tome o aspecto que conhecemos. Por questões culturais, e até mesmo mercadológicas, a farinha tende a passar por um grande processo de refinamento para que em contato com outros ingredientes, seja a água ou o ovo por exemplo, possa absorvê-los facilmente, facilitando assim a composição do produto.

Vale salientar, no entanto, que o processo de refinamento da farinha faz com que muitos nutrientes sejam perdidos, e o principal problema disso é a completa eliminação das fibras, fazendo com que a farinha branca seja apenas fornecedora de carboidratos.

Farinha de trigo integral e suas vantagens

Diferentemente da farinha de trigo branca, a farinha de trigo integral não é submetida a um grande processo de refinamento, passando apenas pelo essencial para que se torne uma farinha. As vantagens disso são enormes e podem ser evidenciadas ao analisarmos os nutrientes que podemos encontrar na farinha de trigo integral.

Isso significa que por não passar pelo processo de refinamento que acaba com grande parte de seus nutrientes, é possível encontrar na composição da farinha integral muitas fibras, assim como as vitaminas B1, B6, magnésio, selênio e zinco. Esta diferença também é facilmente notada simplesmente ao olharmos para a farinha de trigo integral, pois nela podemos ver uma maior consistência e cor mais escurecida que evidenciam a presença de tudo que compõe o grão de trigo.

O tipo de farinha que devemos consumir

farinha

Os nutricionistas não aconselham a mera substituição da farinha branca pela farinha integral à revelia, pois em termos práticos cada uma há de ser aplicável a determinadas situações. Sob este aspecto, a farinha branca por exemplo, é recomendada a atletas por ser uma rápida fonte de energia e carboidratos de fácil absorção pelo organismo. Já a farinha integral é altamente recomendada para o bom funcionamento do intestino, uma vez que possui uma grande concentração de fibras. Neste caso, inclusive, pode trazer excelentes resultados para quem busca perder peso.

Por vias gerais, para quem costuma fazer seus próprios alimentos, tais como pães e bolo, pode-se realizar a substituição da farinha branca pela integral aos poucos. Aconselha-se a substituição de 1/3 da farinha branca por integral. Portanto, uma receita que levaria 3 xícaras de farinha de trigo branca pode ser feita utilizando-se 2 xícaras de farinha branca e 1 xícara de farinha integral. É possível ainda fazer a própria farinha integral, sendo necessário apenas bater os grãos de trigo em um triturador.

Perigos da farinha no organismo humano

Seja branca ou integral, a farinha pode ser agente de alguns problemas no organismo humano. Isso se baseia no fato de que ambas têm em sua composição o glúten e também altos índices de açúcar, o que pode ser muito prejudicial para diabéticos, por exemplo. Por isso se recomenda sempre a orientação de um médico ou nutricionista no momento em que decidir fazer qualquer alteração no cardápio diário ou dieta, pois assim como a farinha integral traz alguns benefícios, em determinados casos pode ser também a razão de muitos problemas no organismo.

Leia também:

setaRECEITAS SAUDÁVEIS E DELICIOSAS PARA SUBSTITUIR A FARINHA DE TRIGO

setaFARINHA DE MARACUJÁ E SEUS BENEFÍCIOS PARA A SAÚDE‏

setaFARINHA DE BERINJELA REALMENTE EMAGRECE?

setaFARINHAS SEM GLÚTEN: TODAS AS POSSIBILIDADES

setaFARINHA DE BANANA VERDE: FUNCIONA PARA EMAGRECER?