Estudo diz que leite materno contém anticorpos contra coronavírus

Estudo diz que leite materno contém anticorpos contra coronavírus

Um estudo que acaba de ser publicado na revista científica estadunidense The Journal of the American Medical Association (JAMA) afirma que foram encontrados anticorpos contra o novo coronavírus no leite materno.

Os anticorpos IgA e IgG foram identificados no leite materno de mulheres que receberam o imunizante da Pfeizer, o que faz os pesquisadores entenderem que o leite materno é uma poderosa fonte de anticorpos contra a Covid-19 para os recém-nascidos, divulgou o G1.

O estudo

Os pesquisadores acompanharam um grupo de 84 mulheres entre 23 de dezembro de 2020 e 15 de janeiro de 2021, em Israel. As participantes receberam duas doses da vacina da Pfizer-Biontech em um intervalo de 21 dias entre elas.

As amostras de leite materno foram colhidas antes e depois da aplicação da vacina, totalizando 504 amostras de leite materno. 61,8% das amostras da primeira semana já apresentaram o anticorpo IgA, percentual que subiu para 86,1% após a segunda dose da vacina.

Já os níveis do anticorpo IgG permaneceram baixos durante as três primeiras semanas, aumentando após a segunda dose do imunizante. Nas semanas 5 e 6, 97% das amostras de leite materno testadas já continham o anticorpo.

Os pesquisadores afirmam que são necessários estudos mais detalhados para precisar se os bebês alimentados por leite materno estarão mesmo protegidos contra a Covid-19.

Talvez te interesse ler também:

Pouco se sabe sobre a Covid: crianças morrendo e sequelas posteriores à doença

Cigarro na gravidez: todos os riscos para mamães e bebês

Covid: pesquisas mostram que ambiente externo apresenta risco insignificante de contágio

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *