Refluxo gastroesofágico: não confunda os sintomas e alivie com remédios naturais

  • atualizado: 
Refluxo gastroesofágico

O refluxo gastroesofágico é uma doença que atinge cerca de 20 milhões de brasileiros. Seus sintomas variam de queimação a dor no peito. Isso faz com que o diagnóstico seja impreciso, pois os sintomas do refluxo confundem-se com o de outras doenças. Neste artigo, vamos falar sobre o que é o refluxo gastroesofágico, quais os sintomas, tratamentos e como conciliar os remédios naturais com o tratamento médico.

 

1. O que é refluxo gastroesofágico?

A doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) tem esse nome, pois ela ocorre no esôfago (tubo que liga a boca ao estômago).

O refluxo acontece quando o conteúdo do estômago volta para o esôfago, seja porque a válvula não funciona bem, ou porque a pessoa sofre com hérnia de hiato.

A hérnia de hiato é formada devido à uma fraqueza do diafragma, fazendo com que parte do estômago suba para o esôfago. Essa anomalia faz com que o conteúdo ácido do estômago cause feridas no esôfago.

De acordo com o gastroenterologista Tomás Navarro, essa doença atinge cerca de 30 milhões de pessoas, sendo 20% da população adulta no mundo.

Os fatores que mais desencadeiam essa doença são:

  • Obesidade;
  • Ingestão excessiva de álcool;
  • Fumar;
  • Ingerir muito líquido durante as refeições;
  • Comer em excesso;
  • Dormir após ter comido em excesso;
 

2. Sintomas

De acordo com o Dr. Dráuzio Varella, os sintomas do refluxo gastroesofágico podem ser confundidos com os de várias doenças. Por exemplo:

  • Dor forte no meio do peito = ataque cardíaco;
  • Tosse intermitente = doenças pulmonares;
  • Queimação e azia = gastrite;
  • Dor de garganta = infecções virais.
 

Todos esses sintomas estão relacionados com o refluxo gastroesofágico. Muitas pessoas que sentem azia, por exemplo, acabam tomando antiácido várias vezes, achando que o problema já está resolvido. Essas pessoas sofrem com os sintomas durante anos, tratando de forma incorreta. Por isso, é muito importante procurar o especialista correto para fazer os exames necessários e detectar corretamente a doença.

3. Tratamentos

Os tratamentos indicados para quem sofre com refluxo gastroesofágico são:

  • Dieta alimentar: evitar frutas cítricas (exceção ao limão), cebola, tomate, bebidas gaseificadas ou com cafeína, café, chocolate, comidas apimentadas, gordurosas ou fritas e chás com teor alto de teína (fique de olho na alimentação em geral para descobrir o que pessoalmente te faz mal).
  • Mudanças no estilo de vida: parar de fumar, controlar o peso, reduzir o consumo de álcool, não exagerar na comida, elevar a cabeceira da cama, não usar roupas e cintos apertados.
  • Medicamentos: variam conforme prescrição médica, mas em geral podem ser omeprazol, pantoprazol, lansoprazol, esomeprazol, cimetidina, ranitidina, famotidina e outros.
  • Cirurgias: laparoscopia, cirurgia onde é criada uma barreira antirrefluxo na parte alta do estômago. Principalmente em pacientes com mais de 90 anos. 
 

4. Remédios naturais

Quanto aos remédios naturais contra o refluxo, existem várias dicas para melhorar os seus sintomas:

4.1. Contra a azia e queimação

  • Vinagre de maçã: 1 colher de sopa de vinagre de maçã em meio copo de água fria.
  • Bicarbonato de sódio: 1 colher de café de bicarbonato de sódio em meio copo de água fria.
  • Suco de limão: Meio copo de limonada, sem açúcar, ou meio limão espremido, puro.
  • Óleo essencial de hortelã-pimenta: 1 a 2 gotas em meio copo de água fria.

4.2. Para recompor a mucosa do esôfago

  • Gel de babosa: Uma colher de gel de babosa (Aloe vera) puro ou com mel, antes de cada refeição, até que esteja curado.
  • Suco de batata crua: Tome em jejum e antes de cada refeição o suco de 1 batata crua ralada, até que esteja curado.

4.3. Para ajudar na digestão

  • Chá de funcho: 4 colheres de semente de funcho ferver em 1 litro de água. Tomar uma xícara, morno ou frio, entre as refeições.

4.4. Para prevenir refluxo e azia

  • Maçã: Comer uma maçã após as refeições.
  • Amêndoas: Comer um punhado de amêndoas após as refeições.
  • Alcaçuz: Mastigar um pedaço de raiz de alcaçuz após as refeições.
 

Cuidar da saúde não significa apenas ir ao médico e tomar remédios, mas sim cuidar de tudo o que entra no seu corpo, bem como a maneira com que faz uso dele. Por isso, respeite os sinais que o seu corpo apresenta, coma o suficiente e com qualidade, ouça o que ele diz. Fazendo dessa forma, dificilmente você enfrentará problemas de saúde como esse.

Talvez te interesse ler também:

CONHEÇA OS ALIMENTOS REJUVENESCEDORES E MANTENHA SUA VITALIDADE EM DIA!

AZIA: O QUE FAZER? 10 REMÉDIOS CASEIROS RÁPIDOS E EFICAZES

MANACÁ - PLANTA NATIVA CONTRA DORES DE ESTÔMAGO, DE CABEÇA E MUITO MAIS!

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!