Em Portugal, morre enfermeira de 41 anos dois dias depois de se vacinar

Em Portugal, morre enfermeira de 41 anos dois dias depois de se vacinar

Dois dias depois de ter tomado a primeira dose da vacina anti-Covid-19 da Pfizer, uma enfermeira de 41 anos morreu em Portugal.

Como informou o Il Messaggero Itália, a enfermeira não havia precedente problema de saúde e não teve nenhuma reação ou efeito colateral depois da vacinação. Contudo, exatamente 48 horas depois de ter sido vacinada, ela morreu em casa de maneira repentina.

A enfermeira trabalhava em um hospital oncológico na cidade do Porto, e com ela, no mesmo dia 30 de dezembro, outros 538 profissionais da instituição receberam a vacina, como informa o Correio da Manhã, Portugal.

Uma autópsia para esclarecer a causa mortis está em andamento e será importante nessa fase onde a vacinação começa, ainda que com dúvidas, cheia de esperança.

Esperamos que tenha sido apenas uma coincidência.

Negacionistas e complotistas espalham fake news sobre a ineficácia das vacinas, mas o momento é de ter fé na ciência. Estamos todos na torcida de que essa pandemia acabe logo, e tem muito gente séria trabalhando para isso.

Atualização

Segundo acaba de informar o TVI 24 Portugal, a autópsia da enfermeira foi concluída e revelou que a morte não teve qualquer relação com a vacina. Um comunicado do Ministério da Justiça português fez saber que:

“Informa-se, sem qualquer referência à causa da morte, que se encontra abrangida pelo segredo de justiça, que os dados preliminares resultantes da autópsia médico-legal hoje [terça-feira] realizada não evidenciam qualquer relação entre a morte e a vacina a que foi sujeita”.

Felizmente esta foi apenas uma coincidência, como esperávamos, e a nossa fé na vacina ou em qualquer outra solução, segue firme e forte não obstante o aumento dos casos.

Talvez te interesse ler também:

OMS chega em Wuhan para investigar a origem da pandemia

“Todos nós seremos contaminados”: o vídeo do prefeito de Limeira que viralizou ao tranquilizar a população

Quanto você apostaria em você mesmo? Estes casos vão te animar!

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

3 comentários em “Em Portugal, morre enfermeira de 41 anos dois dias depois de se vacinar”

  1. Avatar

    Penso que é total responsabilidade da fabricante Pfizer tomar o caso para si, levantar todo o histórico de quem recebeu a vacina e teve colaterais. Ao mesmo tempo interromper e corrigir o produto, e se for morte devido à vacina dar todo suporte e indenizar a família.

    1. Daia Florios
      Daia Florios

      Claro Jaime! Acabamos de atualizar a notícia e felizmente a morte não teve a ver com a vacina. Vamos aguardar para saber se de fato, além de segura, a vacina possa imunizar em tempo hábil para controlar a pandemia. Estamos precisando!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *