Surto de sarampo no Brasil e no mundo preocupa. Evite complicações

Surto de sarampo no Brasil e no mundo preocupa. Evite complicações

O movimento antivacina, em todo o mundo, vem gerando enormes complicações para o controle de epidemias. Várias doenças que, há anos, haviam sido praticamente erradicadas estão em estado de “surto”. Uma delas é o sarampo.

Surto de sarampo no Brasil

Segundo uma publicação do portal UOL, o sarampo está avançando no Brasil. O número de casos vem alarmando as autoridades sanitárias de São Paulo, Rio de Janeiro e, agora, do Paraná. Entre 12 de maio e 3 de agosto, o Ministério da Saúde registrou 1.226 casos de infecção, dos quais 1.220 foram contabilizados em São Paulo, 4 no Rio, 1 na Bahia e outro, no Paraná. Há 6.678 casos sendo, ainda, investigados.

Importância da vacinação

Com esses números preocupantes, a pasta organizou um comitê dedicado exclusivamente para acompanhar os casos de sarampo no país. O Ministério da Saúde já negociou com a Organização Pan-Americana de Saúde a compra de vacina, se necessário.

Em São Paulo, as campanhas de vacinação visam a imunizar adultos jovens e reforçar a dose em crianças, inclusive, menores de um ano. A razão do surto é baixa cobertura vacinal no país. Ainda de acordo com a UOL, no Rio, a imunização atinge 51,23% das crianças; em São Paulo, 74,65%; na Bahia, 61,69%; e no Paraná, 89,53.

Surto de sarampo no mundo

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que, apenas nos sete primeiros meses de 2019, foram registrados 364.808 casos de sarampo no mundo todo – número que já ultrapassa o total de casos de 2018.

O porta-voz da OMS, Christian Lindmeier, destacou que a “desinformação e a falta de conscientização sobre a necessidade de se vacinar” estão entre as causas do surto de sarampo no mundo.

Contágio

O sarampo é uma doença contagiosa causada pelo vírus Measles morbillivirus. Pode ser prevenido com duas doses de vacina na infância. O movimento antivacina está provocando mortes e perdas aos sistemas sanitários, salienta, ainda Lindmeier, já que fomentam o mito de que as vacinas são desimportantes.

O contágio se dá, principalmente, por secreções das vias respiratórias, como tosse, espirro e compartilhamento de itens de higiene.

Sintomas

Os primeiros sintomas do sarampo, que se manifestam após 10 dias do contágio, são:

  • Febre alta
  • Tosse com muco
  • Conjuntivite
  • Dor de garganta
  • Coriza
  • Manchas vermelhas na pele, que começam no rosto e se espalham por todo corpo
  • Manchas brancas na mucosa da boca (na parte interna da bochecha).

Complicações

Um dos grandes problemas do sarampo é que ele baixa a imunidade da pessoa infectada, o que pode ser uma porta aberta à outras doenças infecciosas. Caso o sarampo não seja tratado, ele pode causar:

  • Pneumonia
  • Encefalite (inflamação no cérebro)
  • Infecção no ouvido
  • Diarreia
  • Panencefalite Esclerosante Aguda.

Prevenção. Evite complicações

Sarampo pode inclusive levar à morte. Crianças menores de dois anos, crianças desnutridas e pessoas com imunodepressão são as mais suscetíveis às complicações. Não pense duas vezes: vacine-se! A vacina é segura, pode dar alguma reação mas geralmente de forma leve e passageira. 

Verifique o seu cartão de vacinação e compareça ao órgão de saúde pública da sua cidade para saber se você precisa receber uma dose da vacina.

Se tiver filhos, mantenha-os com as vacinas em dia!

Lavar sempre as mãos e evitar aglomerações também ajuda a prevenir. Mas a vacina é indispensável!

Talvez te interesse ler também:

MOVIMENTO ANTIVACINA AUMENTA NO MUNDO: É PRECISO INFORMAÇÃO PARA ACOMPANHAR ESSE DEBATE 

AS 10 CIDADES BRASILEIRAS ONDE SE VIVE COM MAIS TRANQUILIDADE, MENOS VIOLÊNCIA. PARTIU?

SÍNDROME DO PESCOÇO DE SMS: UM FUTURO DE CORCUNDAS PELO USO DO CELULAR

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *