Câncer de próstata: cura chega a 95%, se diagnosticado cedo

Câncer de próstata: cura chega a 95%, se diagnosticado cedo

O câncer de próstata é uma enfermidade que, se descoberta e tratada de forma precoce, tem grandes chances de cura, por isso a importância dos homens realizarem periodicamente o exame de toque retal.

Entenda essa doença: quais são os fatores de risco, os sintomas, saiba como prevenir e como são feitos os exames e o tratamento do câncer de próstata.

{index}

O que é próstata?

A próstata é uma glândula que pesa cerca de 20 gramas, se parece com uma castanha e faz parte do do sistema reprodutor masculino.

A próstata fica localizada abaixo da bexiga e tem como principal função produzir o esperma, juntamente com as vesículas seminais.

A segunda causa de câncer em homens mais velhos no Brasil

O câncer de próstata é segunda causa dessa doença em homens de idade mais avançada em nosso país. O câncer de pele não-melanoma é o primeiro mais comum.

O Instituto Nacional do Câncer (Inca) calculou cerca de 68 mil casos de câncer de próstata até o final do ano passado.

A importância dos exames e do diagnóstico precoce

A campanha Novembro Azul, que ocorre anualmente, é um incentivo para os exames visando o diagnóstico precoce.

Os homens, em sua maioria, evitam a ida ao urologista por vergonha, medo ou preconceito em relação ao exame do toque retal (no ânus). Esta campanha tem o objetivo de acabar com esse tabu e preconceito, para que o homem vá ao urologista.

A eficácia do tratamento e a cura do câncer de próstata depende da descoberta precoce dessa enfermidade, com chance de cura de 95%.

A orientação para isso é que homens a partir dos 50 anos façam o exame de toque e coleta de sangue para saber se tem o problema.

Se o tumor for descoberto bem avançado, com metástase, a possibilidade de cura diminui bastante.

Fazem parte do grupo de risco, no qual ocorre maior incidência do câncer de próstata, homens negros ou aqueles que têm parentes na família que tiveram a doença ou que sofrem de obesidade, por isso, nestes casos, a recomendação é iniciar as visitas regulares ao urologista aos 45 anos de idade.

Sintomas

Na fase inicial, o câncer da próstata pode não denotar sinais e sintomas, ocorrendo de forma silenciosa.

Existem casos que podem acontecer sintomas e reações parecidos com o crescimento benigno da próstata, e são os seguintes: dificuldade de urinar e necessidade de urinar várias durante o dia ou à noite.

Em fase avançada, o câncer de próstata pode apresentar, além dos sintomas urinários já mencionados, dor ao urinar, dor óssea, sangue na urina e/ou no sêmen, e conforme a gravidade, infecção generalizada ou insuficiência renal.

Diagnóstico

cancer prostata diagnostico

Para se obter um diagnóstico mais preciso é necessário se submeter ao exame de toque retal e fazer o exame de sangue.

Outro exame que ajuda na identificação dessa doença, é a ressonância magnética.

Pelo exame de toque, o médico pode detectar consistência e textura da próstata e descobrir se há ocorrência de algum nódulo ou caroço.

Existem outros exames, realizados de forma complementar, que sinalizarão se existe rastro da doença em outras partes do corpo.

Se existir suspeita da incidência de câncer de próstata, o exame que irá fornecer a confirmação será a biópsia.

Em suma, a combinação de dois exames podem ajudar a identificar o câncer da próstata:

Dosagem de PSA: exame de sangue que calcula a quantidade do antígeno prostático específico.

Na maioria das vezes, o nível de PSA resulta abaixo de 4 ng/ml, porém, alguns pacientes com nível normal de PSA podem ter um tumor maligno, que pode até ser mais agressivo, por isso esse exame, feito de forma isolada, não pode ser a única forma de diagnóstico.

Toque retal: a próstata se localiza em frente ao reto, por isso com a apalpação pelo médico é possível descobrir se existem nódulos (caroços) ou tecidos endurecidos (provável estágio inicial da doença).

O exame pelo toque é realizado com o dedo protegido por luva lubrificada e é rápido e indolor, embora existam homens que sentem incômodo e enorme desconforto ou resistência para fazer o exame.

Os dois exames não têm 100% de precisão, dessa forma, poderá ser necessário fazer exames complementares.

A biópsia é o exame de confirmação do câncer de próstata, e é realizada através da coleta de amostras de tecido da glândula para análise, com auxílio da ultrassonografia.

Após esse exame pode ocorrer desconforto e presença de sangue na urina ou no sêmen e existe risco de infecção mas, para evitar esse problema, o médico indicará o uso de antibióticos.

Outros exames de imagem poderão ser solicitados, como tomografia computadorizada, ressonância magnética e cintilografia óssea (para saber se os ossos foram afetados pela doença).

Tratamento

Quando o câncer está localizado somente na próstata, é indicado como tratamento, a cirurgia, a radioterapia e os exames de controle.

No caso da doença estar mais avançada, na região da próstata, se faz uso da radioterapia ou cirurgia em combinação com tratamento hormonal.

Para doença em fase metastática, quando o tumor já se alastrou para outras partes do corpo, o tratamento recomendado é a terapia hormonal.

A determinação do tratamento deve ser individualizada e definida após médico e paciente analisarem em conjunto os riscos e benefícios de cada forma de tratamento.

Fatores de risco

Tanto a incidência quanto a mortalidade pelo câncer de próstata aumentam significativamente após os 50 anos, por isso a idade é um fator de risco dessa doença.

Fatores genéticos (hereditários), hábitos alimentares ou estilo de vida de algumas famílias ou indivíduos, representam outros fatores de risco.

Excesso de gordura corporal (obesidade) acentua a probabilidade da incidência de câncer de próstata.

Exposições a produtos químicos com alta toxidade derivados das indústrias química, mecânica e de transformação de alumínio, tais como: produtos de petróleo, motor de escape de veículo, hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPA), arsênio usado como conservante de madeira e como agrotóxico, fuligem e dioxinas têm relação com o desenvolvimento do câncer de próstata.

Prevenção

Os sintomas do câncer de próstata geralmente só aparecem na fase mais avançada da doença, quando ocorre sangramento e obstrução urinária, dessa forma é importante a detecção precoce, através do exame de toque.

Para reduzir o risco de desenvolver câncer de próstata existem também cuidados que você pode realizar com sua saúde:

Mantenha uma alimentação saudável com cereais, frutas, verduras e legumes, elimine alimentos ricos em gorduras, carnes, alimentos processados, frituras demais e o consumo excessivo de álcool, fatores que desencadeiam a obesidade, fraqueza orgânica, baixa da imunidade e propensão ao câncer, além de outras doenças.

Faça atividade física com frequência, isso ajuda a manter o corpo, melhora o estado de ânimo e a vitalidade.

Existem evidências de que homens que não praticam exercícios físicos possuem níveis altos de antígeno (substância estranha e prejudicial ao organismo) específico da próstata, aumentando o risco de desenvolver câncer nesta glândula.

A prevenção e os cuidados com a saúde são fatores de vital importância para evitar, estabelecer a cura ou o avanço de toda enfermidade.

Cuidar da saúde pode evitar de ter que tratar da doença.

Talvez te interesse ler também:

CÂNCER: O TESTE UNIVERSAL QUE INDIVIDUALIZA A PRESENÇA DE QUALQUER TIPO DE TUMOR

BRASIL: NÚMERO DE CASOS DE CÂNCER DE CÓLON AUMENTA POR CAUSA DOS AGROTÓXICOS, REVELA ESTUDO

DADOS SOBRE O CÂNCER – IMPRESSIONANTE! UMA A CADA 5 OU 6 PESSOAS TERÃO A DOENÇA

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *