No Pará, kit com cloroquina e azitromicina é distribuído a pessoas com suspeita de Covid-19

A comunidade médica e científica do mundo inteiro considera o uso da cloroquina para o tratamento da Covid-19 suspeito, visto não haver comprovações sobre a sua eficácia e existirem riscos à saúde do paciente que usar o medicamento.

Apesar disso, kits com cloroquina e azitromicina estão sendo distribuídos para pacientes com suspeita de Covid-19 em uma cidade no interior do Pará.

A ação, que não conta com o apoio da prefeitura do município de Parauapebas, teve a participação do delegado civil Gabriel Henrique Costa.

O jornalista Leandro Barbosa denunciou o ato no Twitter. No vídeo por ele postado, diz-se que o medicamento é distribuído gratuitamente: “é só chegar com a receita”.

A Polícia Civil do Pará, que não faz a distribuição de qualquer medicamento, informa que a Corregedoria do órgão instaurou inquérito para apurar o envolvimento de servidores do seu quadro na iniciativa, como informa a Revista Forum.

O Pará é um dos estados mais atingidos pela Covid-19, contabilizando 13.864 casos confirmados da doença e mais de 1.239 mortes.

Se você suspeita de ter contraído o novo coronavírus, procure por atendimento médico e nunca se automedique. Não se engane, nem se desespere. Infelizmente, ainda não existem medicamentos comprovados contra a Covid-19 e o uso de qualquer medicamento, sem prescrição médica, pode ser perigoso para tua saúde.

Talvez te interesse ler também:

Sobre Gisella Meneguelli

Gisella Meneguelli
É doutora em Estudos de Linguagem, já foi professora de português e espanhol, adora ler e escrever, interessa-se pela temática ambiental e, por isso, escreve para o GreenMe desde 2015.

Veja Também

Quais caminhos a legalização da maconha vem trilhando no Brasil

Dezenas de países no mundo, desde os mais desenvolvidos e com políticas públicas mais avançadas, …