Pedir desculpas à criança é um ato de amor

Pedir desculpas a uma criança é um ato de amor e uma enorme lição de humildade. É você, o adulto – aos olhos da criança um ser imenso e todo poderoso – que sabe quando está errado, que sabe reconsiderar sua posição, que respeita o pequeno. E, ao pedir desculpas, que exemplo de grandeza você não está dando, não é?

Estou falando de crianças, em genérico porque, acredito que essa atitude, a de se ser capaz de pedir desculpas, é importante não só para o seu filho. Também será importante para o menino da rua, alguém alheio aos seus laços imediatos de amor fraterno.

Ninguém é perfeito ou infalível. Todo mundo pode cometer erros e enganos tanto em relação aos próprios filhos, quanto em relação a outras pessoas.

Ao pedir desculpas, leve em consideração o aspecto fundamental do ato: pedindo desculpas ao seu filho, ou à qualquer criança, o que você ensina é que todos nós podemos errar, e tantas vezes erramos mesmo, sem a intenção de fazer mal. Essa criança, quando for adulta, terá aprendido essa verdade humana – que errar faz parte do caminhar e do aprender.

pedir desculpas 3

Empatia

E mais, as crianças cujos pais sabem pedir desculpas quando erram, sentirão também a empatia necessária para sentirem segurança e conforto. Elas provavelmente tomarão decisões mais assertivas, sem medo de tomarem posições ou de terem opiniões que entrem em conflito com a de seus pais. E quando isso acontece…adeus conflito generacional.

Tolerância, respeito e coerência

Mas não só! A tolerância também se ensina com este exemplo – o do adulto que sabe pedir desculpas quando erra – e com este valor, vem junto o respeito.

Coerência e responsabilidade

Mas, não vale pedir desculpas e ficar reincidindo na mesma ação ou erro – é preciso ser coerente pois, mesmo quando erramos, e nos desculpamos, somos responsáveis pelas consequências do nosso ato.

pedir desculpas 2

Pedir desculpas e pedir perdão – é a mesma coisa?

Em tese, sim, é a mesma coisa pedir desculpas e pedir perdão. Na cultura cristã ocidental o perdão tem uma carga maior pois está profundamente relacionado com a culpa que sentimos por termos feito algo que prejudicou outra pessoa. Mas, o mais importante de se pedir perdão, na verdade, é a gente ser capaz de se perdoar a si mesmo pelos erros cometidos.

Pedir desculpas pode ser bastante simples, mas perdoar-se a si mesmo por um erro, só nós podemos fazer por nós mesmos. Então, vá em frente, peça perdão e principalmente perdoe-se. Ensine a si mesmo e aos outros que é permitido errar e, pedir desculpas à criança, é um ato de amor!

Especialmente indicado para você:

CRIANÇA APRENDE FAZENDO, E IMITANDO

“CRIANÇA DIFÍCIL”, COMO É DIFÍCIL DE LIDAR, NÃO?

EMPATIA, RESILIÊNCIA, TOLERÂNCIA: HABILIDADES EMOCIONAIS QUE DEVEMOS ENSINAR ÀS CRIANÇAS

Fotos Snezhana Soosh

greenMe.com.br é uma revista brasileira online, de informação e opinião Editada também na Itália como greenMe.it