Dia da Conscientização sobre a Acessibilidade Global: inclusão através da tecnologia

Dia da Conscientização sobre a Acessibilidade Global: inclusão através da tecnologia

Hoje é Dia da Conscientização sobre Acessibilidade Global, por isso, neste dia, a chamada do Google está direcionada para conteúdos que apresentam informações úteis sobre a relação da tecnologia com a acessibilidade para pessoas com deficiência ou que são alvos da exclusão.

Desde 2012, o Dia Mundial da Conscientização sobre a Acessibilidade é celebrado toda 3ª quinta-feira do mês de maio, com o propósito de intensificar a conscientização sobre acessibilidade das pessoas com deficiências, necessidades especiais ou limitações.

Outra finalidade desta data é promover debates, iniciativas e informações sobre acessibilidade digital (web, softwares, equipamentos e outros) para pessoas com deficiências ou que se encontram em situação de exclusão.

Esta data foi criada a partir de uma postagem no blog do desenvolvedor Joe Devo, que foi lida pelo profissional de acessibilidade Jennison Asuncion.

Desde então, os dois fizeram uma parceria e tiveram a ideia de criar o primeiro “GAAD” (sigla para o nome que designa esta data em inglês, Global Accessibility Awareness Day).

De lá para cá, a data vem crescendo em popularidade e conta até com a divulgação do Google apresentando projetos e histórias de sucesso, para tornar o mundo mais acessível para todos.

Saiba mais com as informações a seguir.

A história de Jason Barnes

Uma dessas histórias de sucesso diz respeito a Jason Barnes, que conta como foi sua trajetória na superação de sua deficiência.

Desde sua infância, Jason Barnes ama tocar bateria e, mesmo após sofrer um acidente elétrico, em 2012, e perder a mão direita aos 22 anos, ele não deixou de tocar bateria.

A paixão pela música levou Jason Barnes à criação de um dos membros protéticos mais avançados do mundo.

Esse membro foi criado graças à tecnologia projetada por pessoas que fazem parte de uma comunidade, que atua na criação de ferramentas digitais e tecnológicas, e ajudam deficientes a atingir objetivos e superar suas limitações.

Em 2013, Jason trabalhou em parceria com Gil Weinberg, um cientista roboticista, fundador e diretor do Georgia Tech Center for Music Technology, no Instituto de Tecnologia da Geórgia, para desenvolver o braço robótico baterista mais avançado do mundo.

Esse braço robótico é operado e movimentado com eletromiografia, através dos sensores contidos nessa prótese, que captam os sinais elétricos do membro residual do corpo.

Dessa forma, quando Jason ativa o músculo para o flexionar ou estender o braço, a prótese responde e reage, conforme o movimento.

Com essa tecnologia, Jason consegue tocar bateria porque permite que ele sinta o retorno das baquetas como o próprio braço, como sentiria se estivesse inteiro.

Veja mais sobre a história de Jason Barnes, neste vídeo do canal do Google:

Tecnologia para pessoas com problemas de fala

Desde 2018, através do Project Euphonia, quase mil participantes gravaram mais de mil horas de amostras de fala.

Esse projeto foi criado para fazer com que as pessoas com deficiências de fala sejam melhor compreendidas por ferramentas, como o Google Assistente.

Para  tal objetivo, muitos modelos de reconhecimento de fala foram elaborados pela equipe do Google, com a colaboração de parcerias como o Instituto de Desenvolvimento Terapêutico ALS TDI, para a coleta dos dados necessários para tornar mais acessível o reconhecimento de fala, para pessoas com deficiência de fala no mundo inteiro.

Acessibilidade para pessoas com cadeiras de rodas

Em 2017, o Google recrutou a ajuda de milhões de colaboradores, de vários locais do mundo, para coletar informações visando tornar acessíveis as informações do Google Maps. Por conta disso, este serviço traz informações de acessibilidade para pessoas com cadeira de rodas em mais de 15 milhões de locais

Para essa consulta, basta clicar na descrição de duas linhas de um local no Google Maps e rolar a tela até “Acessibilidade”.

Graças à uma crescente rede de Local Guides (guias locais), proprietários de empresas e colaboradores no mundo inteiro, cada vez mais vêm disponibilizando informações para ajudar as pessoas cadeirantes a chegarem onde precisam.

Assista este vídeo, do canal Google Maps, que fala mais sobre o serviço de localização digital, para localizar lugares mais acessíveis aos deficientes:

Inclusão na Internet

Jillian Mercado, fundadora da Diversify Photo, e Brent Lewis, co-fundador da Black Disabled Creatives, através das Planilhas e o Documentos do Google, criaram bases de dados públicas para promover e divulgar artistas e inovadores, comumente excluídos do mundo criativo e da arte, por consequência da raça e ou deficiências de habilidades.

Como apoiar projetos e ações de inclusão

Nossas ações importam em prol de um mundo mais justo e igualitário.

Veja algumas formas para viabilizar a acessibilidade digital para todos:

Grave sua voz para ajudar outras pessoas a se expressar com o Project Euphonia.

Saiba como-> AQUI

Contribua com informações sobre a acessibilidade nos locais, para o Google Maps ser mais útil e eficiente para todos, clicando->AQUI

Junte-se ao Google, para colaborar com Steps of Faith (Passos de Fé), que fornece membros protéticos gratuitamente para quem teve membros amputados.

Saiba como->AQUI

Conheça as iniciativas do Google visando a inclusão de pessoas com deficiência, acessando> AQUI

Para mais histórias e depoimentos sobre a inclusão através da tecnologia, entre->AQUI

Milhões de pessoas com deficiência

Atualmente, existem cerca de 1 bilhão de pessoas que convivem com alguma forma de deficiência, o que corresponde a 15% da população mundial.

Por isso, quanto mais as pessoas se unirem e se mobilizarem para apoiar a acessibilidade no mundo digital e na sociedade, mais viveremos de forma equitativa, assegurando oportunidades de crescimentos para todos.

Sobre acessibilidade, talvez te interesse ler também:

Verão para todos: o mar de inclusão e de acesso às praias do Brasil

Surddy, o palhaço surdo: humor e alegria em um show de inclusão!

Um show de inclusão: aluna de escola pública se veste de Cinderela e canta em linguagem de sinais

Vencendo preconceitos, primeira professora com Down na Argentina

Tratamento humanizado: dentista desenha para paciente analfabeta não errar medicamento

74ª Assembleia Geral da ONU: combate à pobreza, educação de qualidade, ação climática e inclusão

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *