Dafne Almazán, psicóloga aos 13 anos, mestranda na Harvard

  • atualizado: 
Dafne Almazán

A jovem mexicana Dafne Almazán é a mais jovem psicóloga do mundo, formou-se em Psicologia aos 13 anos e hoje, aos 17, é considerada a mais jovem aluna de Harvard.

Como isso é possível?

De acordo com uma matéria publicada no site Psicologias do Brasil, a jovem mexicana Dafne Almazán é superdotada, pois aos 6 anos já sabia ler e escrever, aos 10 anos já tinha terminado o ensino médio e aos 13 anos formou-se em Psicologia. Com 17 anos foi aprovada na Harvard, para um mestrado em matemática, sendo considerada a mais jovem aluna com menos de 18 anos, em 100 anos.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) define uma criança superdotada como aquela que consegue alcançar um QI (Quociente de Inteligência) superior a 130 pontos no teste psicométrico.

O pai de Dafne, Asdrúbal Almazán, diretor do Cedat (Centro de Atendimento a Talentos) afirma que crianças superdotadas são normais, mas possuem o QI maior que o da maioria da população. No entanto, a jovem diz que crianças superdotadas são estereotipadas, mal diagnosticadas e mal compreendidas.

Muitas pessoas acham que crianças superdotadas passam muito tempo trancadas, mas Dafne diz que é exatamente o contrário, pois além de estudar, ela fez tudo o que uma criança normal faz: jogou, brincou, aprendeu a tocar instrumentos como violino, piano e guitarra, fez canto e teatro, estudou chinês e pratica Taekwondo e Kempo.

Para muitas pessoas e médicos, crianças desse tipo são hiperativas e acabam recebendo o diagnóstico errado de TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade), quando na verdade são apenas mais desenvolvidas do que as outras. Isso faz com que a tratativa seja inadequada e algumas habilidades sejam perdidas.

Por isso, é necessário saber identificar o perfil dessas crianças para potencializar suas habilidades e deixar que elas se desenvolvam ainda mais.

Como são os superdotados

As principais características dos superdotados são:

  • Hiperatividade;
  • Aprendizado rápido;
  • Distração;
  • Uso de palavras coloquiais;
  • Habilidade para armar objetos e estruturas.

Segundo o pai de Dafne, é importante detectar essas características nos superdotados e orientá-los para que eles não percam essas habilidades, pois elas podem ser muito úteis no futuro. No caso de Dafne, ela levou com tanta naturalidade que conseguiu se desenvolver profissionalmente e focar num objetivo muito nobre:

“Ajudar as crianças a verem que elas também podem alcançar muitas coisas”.

Imagine só passar por uma consulta psicológica com uma jovem de 13 anos?! Garanto que ela tem muito a ensinar, pois ao invés de tomar todo esse conhecimento para algo ruim (como acontece muitas vezes), usou de forma sábia para continuar crescendo e, de quebra, ajudar outras pessoas a enxergarem suas próprias potencialidades!

Talvez te interesse ler também:

PRECISAMOS FALAR SOBRE RITALINA

MÉTODO MONTESSORI: 10 DICAS PARA LIBERAR TODO O POTENCIAL DO TEU FILHO

12 CONSELHOS PARA MELHORAR A AUTOESTIMA DAS CRIANÇAS

Fonte foto: Mexico News Daily

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!