Arte e Cultura

Festival das Águas de Alter do Chão: vamos preservar o maior aquífero do mundo

Festival das Águas de Alter do Chão
  • Escrito por Gisella Meneguelli

Entre os dias 11 e 15 de novembro vai ocorrer em Alter do Chão (PA), região leste da Amazônia, o Festival das Águas, com o objetivo de estimular o debate sobre o maior aquífero do mundo e a necessidade de sua preservação. Vários artistas e intelectuais estarão reunidos na cidade durante esse período para debater questões como saneamento básico e ações de educação.

Clip de Moby com Steve Cutts arrasa: desliga esse celular please!

Moby e Cutts
  • Escrito por Daia Florios

Será que eu sou a chata de plantão ou é o mundo que está mesmo impregnado de zumbis? Ninguém mais conversa comigo sem que esteja com um olho em mim e outro no celular (senão com os dois lá). No ônibus ninguém vê se tem uma gestante, um idoso para dar lugar porque estão demasiado empenhados no telefone. Pior! Nos carros vejo muitos motoristas em perigo constante com o celular no volante, colocando em risco a vida de outros também. Mas daí eu vejo um videoclip do Moby & The Void Pacific Choir e acho que eu não sou a chata de plantão não, e que muitas pessoas precisam acender o cérebro desligando o celular.

Você gosta de ler? Veja como ganhar um livro por mês

ganhar um livro por mês
  • Escrito por Felipe Chaves

A leitura é fundamental na vida de uma pessoa, pois é a chave libertadora para o conhecimento. Quem tem o hábito da leitura tem também uma qualidade de vida muito melhor, isso porque é capaz de aprender as mais variadas ciências, incentivando assim o desenvolvimento do intelecto e a estruturação das emoções.

Você já conhece o Museu do Amanhã?

museu-do-amanha
  • Escrito por Gisella Meneguelli

O Museu do Amanhã, localizado no Rio de Janeiro, é um museu de ciências diferente. Nasce com o conceito de que o futuro é uma construção da qual todos participamos. Inaugurado em 19/12/2015, o projeto do Museu do Amanhã foi orientado por valores éticos de sustentabilidade e convivência, fundamentais para a vida social e para a espécie humana. 

Documentário “Rio Doce - Histórias de uma tragédia”

mariana-lama
  • Escrito por Alice Branco

A barragem rompeu no dia 5 de novembro de 2015 - acabou tudo, não sobrou nada. Povoados foram arrasados, gente morreu engolida pela lama da mineradora, bichos morreram embrulhados em lama, as terras ficaram estéreis, cobertas de lama. E a água, boa, do Rio Doce, da bacia inteira, ficou contaminada. A lama, tóxica de muitos químicos, lá está, até hoje.