Garoto da Amazônia peruana vence concurso de redação e realiza o sonho de conhecer o Prêmio Nobel Mario Vargas Llosa

  • atualizado: 
Garoto da Amazônia

Às vezes os sonhos se realizam: aconteceu com esse menino da Amazônia peruana, Colber Ríos Ríos, que depois de vencer uma competição escolar com seu conto, expressou o desejo de conhecer seu mito, Mario Vargas Llosa, grande escritor, Dramaturgo e político peruano.

Nascido em uma família pobre da cidade de Santa Rosa, o jovem de 14 anos há muito tempo sonhava em conhecer pessoalmente o Prêmio Nobel de Literatura e, felizmente, desta vez, ele conseguiu realizar o desejo. Llosa, em sua recente visita a Lima, concedeu-lhe um encontro, durante o qual o adolescente pôde conversar com ele e expressar toda a sua admiração. Mas o rapaz não foi o único a ficar comovido: até o escritor se emocionou elogiando a grande inteligência dessa jovem promessa da literatura.

No conto, intitulado "Um mundo cego", o protagonista, assim como Colber, frequenta uma escola com o nome do escritor peruano que mudou sua vida. Por meio do Twitter, a história chegou até Morgana, filha de Mario Varga Llosa, que a repassou para o pai. Ele, por sua vez, postou uma mensagem no YouTube sobre o menino:

"Esta é uma mensagem para Colber Ríos Ríos. Querido Colber, li com muita emoção esse texto tão bonito que você escreveu sobre seus primeiros anos. Me comoveu muito e quero lhe enviar, com esta mensagem, muitos desejos de que você tenha muitos êxitos em seus estudos. Sobretudo, tenho a esperança de que em algum momento possamos nos ver, nos encontrar e conversar. Te desejo o melhor. Um abraço muito forte de Mario Varga Llosa". 

Por trás desse encontro especial está o programa governamental "Juntos", comprometido em ajudar a família Rios desde 2009, garantindo-lhe não apenas alimentos, mas também saúde e educação, bem como o governo regional de San Martin, que arcou com as despesas da viagem de Colber em Lima junto com seu professor Marlon Nino.

Nessa ocasião, o Prêmio Nobel revelou ao jovem escritor que houve um tempo no Peru quando não era nada fácil viver escrevendo, porque certas profissões nem existiam, mas mantendo-se firme ele fez isso, demonstrando que os sonhos, mesmo quando parecem impossíveis, podem se realizar. Colber também foi convidado a ler sua história na Feira do Livro de Lima.

Talvez te interesse ler também:

AOS 91 ANOS, MANUEL BERNARDINO, UM IDOSO RECÉM-ALFABETIZADO, LANÇA LIVRO DE POEMAS

MAPA-MÚNDI LITERÁRIO: OS ROMANCES MAIS REPRESENTATIVOS DE CADA PAÍS QUE FARÃO VOCÊ VIAJAR SEM SAIR DO LUGAR

UM POÇO DE LIVROS COLORIDOS E SEM FIM: UMA INSTALAÇÃO DE INCRÍVEL ILUSÃO ÓTICA

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!