Nossa Senhora de Aparecida, a Intercessora Divina e Padroeira do Brasil

  • atualizado: 
Nossa Senhora de Aparecida

Dia 12 de Outubro é a data comemorativa e dia dedicado à festa litúrgica em homenagem à Nossa Senhora da Conceição Aparecida, mais conhecida por Nossa Senhora Aparecida, e considerada Padroeira do Brasil.

Essa data se tornou feriado nacional brasileiro a partir de 1980.

Uma pequena imagem de terracota da Virgem Maria, que fica na Basílica de Nossa Senhora Aparecida, na cidade de Aparecida, em São Paulo, é venerada por muitos fiéis e devotos como símbolo de Nossa Senhora de Aparecida.

Conheçam a história da aparição dessa imagem e porque ela atrai tantos devotos:

 

1. História da Aparição da imagem de Nossa Senhora de Aparecida

Existem duas fontes sobre a aparição da imagem de Nossa Senhora de Aparecida, que estão no Arquivo da Cúria Metropolitana de Aparecida e no Arquivo da Companhia de Jesus, em Roma e são a história registrada pelos padres José Alves Vilela, em 1743; e a de João de Morais e Aguiar, em 1757.

De acordo com os relatos, a aparição da imagem ocorreu na segunda quinzena de outubro de 1717, em Guaratinguetá, quando Domingos Garcia, João Alves e Filipe Pedroso, ao navegarem pelo rio Paraíba, encontraram em suas água primeiramente o corpo de uma imagem da Virgem Maria sem a cabeça, e depois a cabeça da imagem. Assim que encontraram essa imagem fragmentada, a envolveram em um lenço.

Durante os quinze anos seguintes a imagem, com suas partes integradas, ficou na residência de Filipe Pedroso. A devoção do povo da região foi crescendo cada vez mais em torno desta imagem. Ocorreram relatos de milagres por aqueles que oravam diante da santa.

A fama de seus poderes foi aumentando por todas as regiões do Brasil.

Várias pessoas que à noite faziam oração diante da imagem da santa, diziam que viam luzes que apagavam de repente e depois reacendiam sem intervenção humana.

A família de Filipe Pedroso construiu um oratório no Porto de Itaguaçu, que tornou-se pequeno para tantos fiéis.

Por volta de 1734, o vigário de Guaratinguetá construiu uma capela, no alto do morro dos Coqueiros. Este capela foi aberta à visitação pública em 26 de julho de 1745. 

No dia 20 de abril de 1822, o Príncipe Regente do Brasil, Dom Pedro I e sua comitiva, visitaram a capela e conheceram a imagem de Nossa Senhora Aparecida.

O local se tornou um importante ponto de peregrinação católica, pois a capela havia sido construída para abrigar a imagem de Nossa Senhora Aparecida, que viria a se tornar padroeira do Brasil.

No dia 20 de abril de 1822, o Príncipe Regente do Brasil, Dom Pedro I e sua comitiva, visitaram a capela e conheceram a imagem de Nossa Senhora Aparecida.

Antigos relatos afirmam que Dom Pedro teria rezado na igrejinha e feito uma promessa, que era a seguinte:
Ele tornaria Nossa Senhora Aparecida a padroeira do Brasil independente.

Depois de se tornar imperador, Dom Pedro I escolheu São Pedro de Alcântara como padroeiro e não cumpriu sua promessa. O número de fiéis de Nossa Senhora de Aparecida não parava de aumentar e, por isso em 1834, foi iniciada a construção de uma igreja maior, que viria a ser a atual Basílica Velha, sendo solenemente inaugurada e consagrada em 8 de dezembro de 1888.

Em 6 de novembro de 1888, a princesa Isabel esteve pela segunda vez na basílica e ofertou à santa, em cumprimento a uma promessa à Nossa Senhora de Aparecida, uma coroa de ouro cravejada de diamantes e rubis, juntamente com um manto azul, ricamente ornado. Em 8 de setembro de 1904, a imagem foi coroada com a coroa doada pela Princesa Isabel e portando o manto anil, bordado em ouro e pedrarias.

A celebração solene foi dirigida por D. José Camargo Barros, com a presença de apóstolos, bispos, o presidente da República Rodrigues Alves e muita gente do povo.

No dia 29 de abril de 1908, a igreja recebeu o título de Basílica Menor, em 5 de setembro de 1909.

Em 17 de dezembro de 1928, a vila que se constituiu ao redor da igreja, no alto do Morro dos Coqueiros, teve sua emancipação politica, deixando de pertencer a Guaratinguetá e se tornando o município de Aparecida, em homenagem a Nossa Senhora, que foi a razão principal da criação dessa cidade, devido a possuir tantos devotos.

Nossa Senhora da Conceição Aparecida foi proclamada Rainha do Brasil e Padroeira Principal em 16 de julho de 1930, por decreto do papa Pio XI.

Pela Lei nº 6 802, de 30 de junho de 1980, foi decretado oficialmente o feriado de 12 de outubro, dedicado à devoção à Nossa Senhora de Aparecida, a reconhecendo como padroeira do Brasil.

Em 1967, o Papa Paulo VI ofereceu ao Santuário a “Rosa de Ouro”, pelos 250 anos de devoção à santa, gesto repetido pelo Papa Bento XVI que ofereceu outra rosa, em 200, em decorrência da viagem apostólica ao Brasil neste ano.

Em 9 de outubro de 2017, o Papa Francisco concede a terceira rosa em comemoração aos 300 anos da aparição da imagem.

2. A construção da Basílica de Nossa Senhora Aparecida

Com o tempo, houve a necessidade de um local maior para os milhares de devotos da santa, e em 1955 teve início a construção da Basílica Nova.

O arquiteto Benedito Calixto idealizou um edifício em forma de cruz grega.

Em 4 de julho de 1980, o papa João Paulo II, em sua vinda ao Brasil, consagrou a Basílica de Nossa Senhora Aparecida, como o maior santuário mariano do mundo.

3. Aspectos relacionados à imagem de Nossa Senhora de Aparecida

A imagem retirada das águas do rio Paraíba em 1717 tem quarenta centímetros de altura, é de terracota, ou seja, argila que depois de ser modelada é cozida em um forno adequado.

A argila que foi utilizada para a confecção da imagem é proveniente da região de Santana do Parnaíba, na Grande São Paulo. A provável autoria da imagem foi atribuída ao frei Agostinho de Jesus, um monge de São Paulo, conhecido por sua habilidade artística na confecção de imagens sacras.

As características da imagem são: forma sorridente dos lábios, queixo encravado, flores em relevo no cabelo, broche de três pérolas na testa e porte empinado para trás.

A causa da imagem ter ido parar nas águas do rio Paraíba é que, durante o período colonial, as imagens sacras de terracota eram jogadas em rios ou enterradas, quando estavam quebradas.

A imagem foi tombada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado (Condephaat), em 2012, sendo considerada patrimônio do Estado de São Paulo.

4. Um atentado à imagem da Santa

Em 1978, a imagem da santa foi reduzida a quase duzentos fragmentos, por conta de um atentado para destruí-la. A imagem foi encaminhada à Pietro Maria Bardi, na época diretor do Museu de Arte de São Paulo (MASP), que a examinou juntamente com João Marinho, um colecionador de imagens sacras brasileiras.

A imagem foi totalmente restaurada no MASP, pelas mãos da artista plástica Maria Helena Chartuni.

5. Alguns Milagres

  1. Em 1748, o padre Francisco da Silveira, escreveu uma crônica onde aborda a imagem de Nossa Senhora como "famosa por muitos milagres realizados"e descreve que os peregrinos percorriam grandes distâncias para agradecer as graças alcançadas.
  2. Em uma noite serena, de repente duas velas que iluminavam a santa, se apagaram. Posteriormente as velas se acenderam sozinhas.  Este relato, provavelmente ocorrido em 1733 é tido, pelos devotos de Nossa Senhora, como um milagre.
  3. Em torno de 1850, um escravo chamado Zacarias, estava acorrentado e ao passar pela igreja da imagem de Nossa Senhora Aparecida, pediu ao seu feitor permissão para rezar. Recebendo a autorização, o escravo se ajoelhou diante de Nossa Senhora Aparecida e rezou com muita fé. Durante a oração, as correntes soltaram-se dos pulsos de Zacarias, o deixando livre.
  4. Os membros da família Vaz de Jaboticabal - SP, devotos da santa, rezavam e falavam muito sobre os acontecimentos referentes a ela.  O casal desta família tinha uma filha que era cega de nascença e que sempre ouvia o que os pais dela falavam de Nossa Senhora de Aparecida. A menina tinha muita vontade de ir até a Igreja onde estava a imagem da santa. Naquela época, quase todo lugar era sertão, o que tornava difícil o acesso à igreja. A filha, cega de nascença, da família Vaz de Jaboticabal - SP, acompanhada por sua mãe ao chegar na escadaria da Igreja exclamou:

"Mãe, como é linda esta Igreja!". 

Daquele momento, a menina passou a enxergar normalmente.

6. O significado da imagem de Nossa Senhora de Aparecida

A imagem da Virgem Maria encontrada no rio Paraíba, foi consagrada padroeira do Brasil pela fé e devoção do povo brasileiro à esta santa.

Muitos devotos, fiéis, peregrinos e romeiros visitam a Basílica consagrada à Nossa Senhora de Aparecida no dia 12 de Outubro para cumprir promessa ou expressar sua devoção e gratidão pelas graças alcançadas, por intermédio dela.

Seja como for, a Mãe Divina personificada nesta santa, representa a intercessora dos humanos junto a Deus!

Fonte foto 

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!