Manjerona – Benefícios, Usos, Contraindicações

  • atualizado: 
Manjerona

Manjerona é Origanum majorana, planta da família Lamiaceae, parente do orégano comum. É uma erva aromática de sabor delicado, usada seja sozinha que em combinação com outras ervas, as ervas finas ou as de Provence.

Neste conteúdo veremos:

1. ORIGEM

A majorana é uma planta de grande tradição nas culinárias grega e italiana. Sua parte comestível são suas folhas. Ela é uma planta perene (porém é sensível ao frio) muito comum no sul da Europa mas é encontrada por todo o mundo. Sua origem é o Norte-Africana / Oeste da Ásia.

2. PROPRIEDADES MEDICINAIS

De acordo com a tradição popular, esta planta, que é uma das mais antigas conhecidas para uso medicinal, tem muitas propriedades medicamentosas, entre estas:

  • é antidepressiva
  • usada para distúrbios do humor
  • antisséptica (previne ou retarda o desenvolvimento de micróbios);
  • é antiespasmódica (atenua ou diminui os espasmos musculares);
  • é carminativa (favorece a liberação de gases intestinais);
  • colagoga (provoca a secreção biliar);
  • diaforética (facilita a transpiração da pele, faz suar);
  • emenagoga (regula o fluxo menstrual);
  • expectorante (favorece a expulsão das secreções brônquicas);
  • estimulante (revigorante);
  • digestiva (facilita a função digestiva);
  • tônica (reforça o organismo e as defesas imunológicas).

3. BENEFÍCIOS

Como vimos, a manjerona tem diversas propriedades medicinais (da sua ação antidepressiva passando pela digestiva à fortalecedora do sistema imunitário) o que faz com que ela seja uma planta que proporciona os seguintes variados benefícios à saúde.

A manjerona age em diversas parte do corpo, portanto:

  • faz bem ao sistema digestivo
  • ao sistema nervoso
  • aos tecidos osteoarticulares
  • às vias aéreas
  • ao aparelho genital feminino
  • ajuda a combater a depressão
  • a ansiedade
  • os distúrbios de humor
  • melhora a imunidade
  • ajuda a combater doenças virais
  • ajuda a combater infecções microbianas
  • a reduzir gases estomacais e intestinais
  • faz bem ao pâncreas e ao fígado.

4. USOS

immagine

Seu uso mais comum, claro, é como erva aromática que pode ser usada para incrementar molhos, principalmente o de tomate, mas também fica ótima em molho branco como o bechamel, em sopas, omeletes, enfim, em diversos, se não em todos, os pratos.

As sumidades florais e as folhas da manjerona podem ser usadas em chás e infusos. Use 2 colheres de sopa de folhas secas para cada xícara de água até 3 vezes por dia.

Também dela se pode extrair o seu óleo essencial usado para uso externo em aromaterapia para tratar dores musculares e reumatismo. Em rechauds, usa-se este óleo essencial para perfumar o ambiente e proporcionar uma atmosfera de tranquilidade, favorecer o sono e acalmar o sistema nervoso. Algumas gotinhas para massagear as têmporas ajudará a combater a dor de cabeça.

Também da manjerona se faz a tintura madre, usada em gotas para combater diversos males dadas as suas propriedades antiespasmódica, antifúngica e antibacteriana.

Conheça os usos medicinais da manjerona:

4.1. Contra distúrbios gastrointestinais

A infusão de manjerona é um remédio natural muito útil contra distúrbios gastrointestinais, incluindo aqueles com diarreia, meteorismo e flatulência. Ela contrasta a dor de estômago e favorece a produção de sucos gástricos, facilitando a digestão. É aconselhável beber imediatamente após as refeições, 2 ou 3 vezes ao dia.

4.2. Contra a tosse e o resfriado

Devido às suas propriedades anti-inflamatórias, bactericidas e expectorantes, a infusão de manjerona também é um remédio natural valioso contra a tosse e resfriados. Sua ação sedativa também é útil para aliviar esses sintomas irritantes. Para aproveitar os seus benefícios, é possível usá-la em inalação com os vapores produzidos pela infusão quente desta erva, durante pelo menos 20 minutos. Também pode-se usar umas gotas do óleo essencial de manjerona em água fervendo para fazer a inalação do vapor produzido.

4.3. Contra a dor de garganta

A infusão de manjerona pode ser usada para fazer gargarejo para aliviar a inflamação da garganta e da cavidade oral.

4.4. Contra o estresse e a insônia

Aqueles que sofrem de estresse ou de insônia podem encontrar benefícios em beber um chazinho de manjerona quente todas as noites antes de adormecer. Este chá atua como calmante do sistema nervoso, aliviando a ansiedade e promovendo o relaxamento.

Se preferir, em rechauds ou como aromatizador de ambiente, o seu óleo essencial tem as mesmas funções relaxantes do chá.

4.5. Contra dores musculares

Finalmente, a infusão, bem como o óleo essencial, podem ser usados na água do banho para dar um efeito tonificante e perfumado. Se não tiver banheira, pode jogar o chá morno sobre o corpo ao final da ducha ou acrescentar umas gotinhas do óleo essencial no creme ou sabonete líquido para massagear e relaxar os músculos durante o banho, de chuveiro ou de banheira.

5. BANHO DE MANJERONA

Sendo uma planta com propriedade antidepressiva, usada para distúrbios do humor, como revigorante, energizante e tônico, que tal fazer um banho de manjerona para levantar o astral e ainda reforçar a defesa imunitária do organismo debilitado após uma cirurgia ou convalescência?

Dizem também que essa planta é usada em magia, nos feitiços de amor e para trazer proteção à casa. Para se beneficiar dessa magia, você pode optar por usar as folhas na água do banho, o seu óleo essencial ou mesmo o chá como enxágue final depois do banho. Leia mais no artigo abaixo sobre como fazer banhos de ervas, essa tradição brasileira:

6. CHÁ DE MANJERONA

Seus benefícios também podem ser obtidos através do chá de ervas dessa planta para tratar distúrbios gástricos e ou intestinais e até para melhorar o humor através da inalação dos vapores (o cheirinho) do chá:

Receita:

Use 2 colheres de sopa da erva seca para cada litro d'água.

Leve a água para ferver e quando esta estiver quase em ponto de ebulição, desligue o fogo, acrescente a erva e deixe a solução em infusão por 5 a 10 minutos. Em seguida, é só coar e beber.

7. CONTRAINDICAÇÕES

Como todas as plantas e substâncias naturais, a manjerona pode ter contraindicações ou causar efeitos colaterais. Com exceção dos casos específicos de hipersensibilidade aos seus princípios ativos, que podem causar alergias e reações cutâneas, o consumo das folhas de manjerona não possui contra-indicações específicas.

No entanto, durante a gravidez, a lactação e crianças menores de 12 anos devem evitar o uso desta planta como remédio natural para uso interno. Claro que como tempero, um pouco de manjerona não deve fazer mal a ninguém. Em todo e qualquer caso, procure sempre um médico ou profissional de saúde antes de se automedicar mesmo que com plantas, ervas e outros remédios naturais. Mesmo estes podem ter contraindicações ou causar problemas de interação medicamentosa nos casos em que se faz uso de outros medicamentos para diversos fins.

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!