UMEBOSHI - Para que serve essa Ameixa Japonesa Salgada?

  • atualizado: 
umeboshi

A cultura culinária japonesa é mestra na arte de manter a saúde pelo alimento - para tal eles usam e abusam dos fermentados de todo tipo. Nesse rol está o umeboshi, que a gente chama de ameixa japonesa em conserva. Seca fermentada em sal marinho e que deveria acompanhar todas as refeições.

Só que não são ameixas. Umê é damasco e os umeboshi são feitos das frutas da planta Prunus mume, um damasco de origem japonesa bastante parecido com suas primas irmãs, as ameixas.A Prunus mume é nativa da China e se cultiva no estado de São Paulo, pela comunidade japonesa (Mogi-guaçu, Cotia).

Para se fazer os umeboshi é preciso de paciência já que a sua fermentação em sal marinho tarda, no mínimo, dois anos.“Uma alimentação rica em hidratos de carbono e escassa em proteínas animais também favorece o desenvolvimento dos lactobacilos.

É bem sabido que, quando um cereal ou um vegetal se corrompem, fermentam, mas, em contrapartida, quando se corrompe um produto animal, este acaba por apodrecer.

A fermentação equivale a uma pré-digestão dos alimentos, que os transforma em substâncias de assimilação mais fácil. O amido, por exemplo, transforma-se em maltose e em glicose, a qual, por sua vez, se transforma em ácido láctico”, dizem os nutricionistas.

O QUE DE BOM NOS TRAZ O UMEBOSHI?

Todos nós deveríamos, a exemplo dos japoneses, consumir umeboshi em todas as refeições diariamente. O umeboshi tem sabor ácido-salgado naquele estilo agridoce que os molhos orientais podem ter e combina, sem se impor, com qualquer tipo de alimento.

A indicação geral é de que se coma, comedidamente, umeboshi no café-da-manhã, almoço e jantar para ajudar a digestão, melhorar a assimilação dos nutrientes e a desintoxicação do organismo.

Mas, para além desses benefícios digestivos, o umeboshi tem ação antibiótica e antisséptica, energizante e antioxidante.

Especialmente se recomenda o uso do umeboshi em casos de:

  • falta de apetite, diarréia, obstipação e náuseas
  • intoxicação alimentar ou medicamentosa
  • resfriados e gripes
  • estresse, fadiga física e mental

Com o consumo rotineiro de umeboshi você vai beneficiar, principalmente, o seu fígado, vesícula biliar, rins e bexiga mas também obterá importantes quantidades de minerais alcalinos como ferro, cálcio e magnésio.

Segundo alguns locais, o consumo de umeboshi ajuda na alcalinização do sangue e do nosso organismo também.

AS RESTRIÇÕES

Não se recomenda o consumo de umeboshi a grávidas, lactantes e bebês pelo seu elevado conteúdo de sal.

Algumas pessoas desaconselham seu consumo aos hipertensos, aos que sofrem de acidez estomacal e aos que sofrem de candidíase porém, particularmente, eu considero um contra-senso essa restrição já que, ou bem o consumo, moderado, do umeboshi reequilibra nosso organismo, alcaliniza o meio interno e revigora nosso sistema imunológico ou bem, os japoneses, em milênios, não saberiam do que estão falando, fazendo e, no caso, comendo, certo?

COMO PREPARAR O UMEBOSHI

A receita da Tatiana de Oliveira Rocha é essa aqui. Você precisará de:

  • umes (Prunus mumes)
  • folhas de shissô (Perilla frutescens var. japonica)
  • sal
Modo de preparo:
  1. lave e seque as frutas e deixe-as em uma bacia com sal (a quantidade de sal a ser usada variará de 10 a 15% do peso das frutas)
  2. prense as frutas no sal com uma tábua - sairá bastante líquido portanto, tenha espaço na vasilha para este
  3. deixe as umes prensadas por um mês inteiro
  4. após esse tempo, acrescente as folhas de shissô amassadas e trituradas, bem misturadas na conserva
  5. coloque toda a conserva em um vidro com tampa, em local escuro, por um ano, no mínimo (algumas receitas indicam 2 anos - a diferença ocorre por conta da temperatura ambiente que acelera ou retarda o processo de fermentação).
  6. Experimente comer o seu umeboshi (uma só por refeição é suficiente) picadinha e misturada com o arroz - é como eu mais gosto.

Especialmente indicado para você:

setaAMEIXA - A FRUTA ANTI-CONSTIPAÇÃO! ENTENDA O PORQUE

setaCOMO PREPARAR HORTALIÇAS FERMENTADAS?

setaO QUE FAZER PARA REEQUILIBRAR A FLORA INTESTINAL