Infusão de Burrito - Anseolítico, Calmante e Antidepressivo

  • atualizado: 
burrito planta

Cada povo tem seus chás e indicações para as curas - a planta depende do ecossistema onde cresce, assim também pode ser maior ou menor seu potencial de ajudar o ser humano em suas dificuldades. Este é o caso do Burrito, ou Aloysia polystachya, uma erva das serras do noroeste da Argentina e da região oriental do Paraguai.

Burrito é seu nome em castelhano e também assim é chamada no Brasil onde, eventualmente, também pode aparecer pelas serras sulistas.

Também é conhecida, regionalmente, como poleo riojano e hierba de burro. Pertence, como tantas outras hortelãs de que já falamos aqui no Greenme, à família das Verbenas, aromáticas, curativas e de flores melíferas fartamente distribuídas pelo mundo.

Seu aroma é penetrante, forte, lembrando o da Menta piperita (a hortelã mais forte que conhecemos) e o seu sabor é picante e um tanto amargoso. A infusão de burrito resulta em um chá de cor cristalino amarelada, puxando ao brilho do ouro debaixo da água (é preciso imaginar, claro).

Chá - infusão - de burrito, para quê se usa?

O burrito é uma das ervas que são usadas na aromatização do mate e do tererê e entra na composição da erva mate industrializada junto com o mate (Ilex paraguariensis).

setaLeia mais: CHÁ MATE: TODOS OS BENEFÍCIOS

Esta é uma planta de uso popular antigo, que pode ser encontrada nos campos ventosos, em sua forma silvestre, ou nos jardins urbanos. É uma planta rústica que, facilmente, se adapta às alterações do solo e às condições climáticas.

Na medicina popular sul-americana é indicada por sua ação benéfica em casos de:

● transtornos hepáticos

● digestão lenta

● dores de estômago

● perturbações nervosas

● insônia e agitação

● ansiedade

● depressão

Estudos que confirmam as indicações populares

Os bons efeitos do chá de burrito em estados de ansiedade e depressão foram estudados por pesquisadores da Faculdade de Química da Universidade do Paraguai e se concluiu que sua ação curativa, para esses casos, se deve aos seus componentes químicos presentes nas folhas dessa planta (terpenos, limoneno, carveol, dentre outros óleos essenciais aromáticos), bastante similares aos da erva-luiza ou cidrão (Aloysia citriodora), outra verbenaceae, porém de efeito mais pronunciado.

Aqui um estudo que compara a produção de óleos essenciais de burrito, cidrão e muña muña ou satureja, o Clinopodium gilliesii da família Lamiaceae, que é outra das plantas aromáticas ocorrentes nas mesmas regiões de origem do burrito.

Cidrão, erva-luiza (Aloysia citriodora) é esta aqui:

cidrão

O chá, ou infusão, de burrito se faz e se bebe assim:

Um punhado grande de folhas frescas ou a terça parte, se estiverem secas, você deverá jogar em 1 litro de água fervente - apague o fogo, tampe a panela e deixe a mistura descansar por 5 minutos para se os óleos essenciais se libertem das folhas.

Pode ser tomado adoçado com mel ou não, diluído ou puro - essa decisão vai depender do seu gosto e prazer no sabor que o burrito lhe traz.

Recomenda-se o consumo de até 3 xícaras de chá ao dia, após as refeições ou entre essas, para tratar dificuldades digestivas e hepáticas (não tome líquidos durante a refeição para não diluir os sucos gástricos e prejudicar sua função digestiva) e, como calmante, poderá ser tomado, durante o dia, sem restrições, observando-se a sensibilidade pessoal de quem faz uso (algumas pessoas vão precisar de 3 a 4 xícaras de infusão mais forte e, para outras, bastará uma xícara antes de dormir).

Leia aqui sobre outras ervas medicinais interessantes:

setaGERVÃO, UMA ERVA BRASILEIRA CURATIVA POR EXCELÊNCIA

setaVERBENAS - UMA FAMÍLIA DE ERVAS MEDICINAIS

setaCAPIM-SANTO: BENEFÍCIOS, USOS MEDICINAIS, ÓLEO ESSENCIAL E CHÁ

setaO MATE, A ERVA DO SUL - VOCÊ SABE QUAIS SÃO AS SUAS PROPRIEDADES?