Agoniada → Uma Planta Boa Para Mulheres!

  • atualizado: 
agoniada

Algumas plantas são consagradas pela fitoterapia - esse é o caso da Agoniada, Himatanthus lancifolius ou Plumeria lanceolata, um arbusto nativo do nosso país usado para tratar problemas menstruais, de menopausa e outros incômodos que afetam as mulheres em diversas idades.

Segundo os estudos de composição desta planta, a casca tem alcaloides com ação anti-inflamatória sobre a musculatura lisa e, em excesso pode causar abortos, esterilidade e morte.

No entanto, nas dosagens adequadas, o uso do chá ou tintura preparado com a casca do tronco arbustivo, tem ótimos resultados para diversos incômodos e sintomas sendo indicado, na medicina popular e na fitoterapia brasileira, para as seguintes indicações:

● Amenorreia: como estimulante da função gonadal e regulador dos ciclos menstruais

● Dismenorreia: analgésico, sedativo e antiespasmódico

● TPM com ansiedade, constipação intestinal, dispepsia, dismenorreia e edema: como diurético, estimulante da função gonadal, laxante, protetor da mucosa gástrica, sedativos e regulador dos ciclos menstruais

● Edemas relacionados com o eido menstrual: como diurético

● Irregularidades menstruais: como estimulante gonadal e regulador

● Leucorréia crônica: como anti-inflamatório

● Adenopatia satélite associada a infecções ginecológicas: como anti-inflamatório, resolutivo e linfotrópico

●Dispepsia, gastrite e epigastralgia associadas ou com agravação peri menstrual: como laxativo, sedativo, protetor da mucosa gástrica e antiespasmódico.

Outra fonte aponta o uso da Agoniada, Plumeria lancifolia, para tratamentos contra asma, dismenorréia, como emenagogo e abortivo.

O gênero Plumeria e seus usos múltiplos na medicina

Para fazer uso desta planta, com segurança, é preciso conhecer muito bem o material pois, muitas espécies do gênero Plumeria são medicinais e tóxicas.

Alguns estudos sobre usos medicinais possíveis do gênero Plumeria, uma revisão de constituintes fitoquímicos, usos tradicionais e propriedades farmacológicas, realizado por Garima Sharma e outros pesquisadores da University of Rajasthan, India aponta a possibilidade de usos medicinais das plantas do gênero Plumeria em uma diversidade de tratamentos como sejam:

● Câncer

● Infertilidade e toxicologia embrionária

● Efeitos antimutagênicos, antimicrobianos, citotóxicos, antioxidantes, anti-inflamatórios e analgésicos

● Tratamentos de Aids

Como potenciais usos medicinais destas plantas, se for do seu interesse, dê uma olhada neste link.

Tratamento de malária

A Plumeria lancifolia ou Himatanthus lancifolius, consta como um dos medicamentos de uso tradicional nos tratamentos de malária (estudo) pelas tribos Guarani e, desse uso deve derivar alguns dos nomes regionais pelos quais é conhecida - guina-mole, quina-branca, quina-mole.

No mesmo trabalho consta seu uso para tratar febres, histeria, cólicas menstruais, atonia gástrica e que funciona como purgante e antiespasmódico.

Nomes populares

Outros nomes regionais são agonia, agonium, arapou, arapuê, arapuo, colônia, guina-mole, jasmim-manga, quina-branca, quina-mole, sacuíba, sucuba, sucuriba, sucuúba, tapioca, tapouca, tapuoca. É importante lembrar que não se trata aqui do jasmim-manga ornamental, Plumeria Rubra, que tem outros usos e propriedades.

Atenção

O site Plantamed apresenta diversos usos curativos para folhas, látex e flores porém, não recomendo a utilização sem acompanhamento médico pois, existem contra-indicações e cuidados sérios para esta planta.

Contra-indicações/cuidados

Qualquer parte da planta conhecida como Agoniada (Plumeria lancifolia ou Himatanthus lancifolius) é vivamente desaconselhada para mulheres gestantes, lactantes, que queiram engravidar, que não tenham certeza de estarem grávidas e, naturalmente, crianças de todas as idades.

O uso frequente de folhas e flores desta planta podem levar à esterilidade.

O látex da casca desta planta, em doses elevadas, produz síncope, delírio e pode levar à morte.

Esta planta, nativa brasileira, também ocorre no Peru, Equador, Colômbia e Venezuela, onde tem o mesmo uso medicinal fitoterapico empírico (se quiser aprofundar, leia essa pesquisa, bastante ampla, de Leslie Tailor e esta do site Rain Tree que comporta vasta bibliografia científica).

Caso você precise tomar agoniada

Recomendo que faça uso da tintura, que pode ser facilmente comprada em farmácias de manipulação. E que não exceda a dose farmacêutica de 4 gotas, 3 vezes ao dia, para evitar qualquer excesso danoso.

Procure um profissional

Mas o melhor mesmo é você buscar acompanhamento médico fitoterápico e, de todas as maneiras, não posso recomendar o chá das folhas, receita que você pode encontrar facilmente na internet por não ser esta a forma correta e segura de se fazer uso desta planta medicinal.

Especialmente indicado para você:

seta10 TRATAMENTOS E REMÉDIOS NATURAIS PARA CÓLICAS MENSTRUAIS

setaSÁLVIA - A PLANTA AMIGA DAS MULHERES

seta

AMAMENTAÇÃO → TUDO O QUE É IMPORTANTE SABER PARA A SUA SAÚDE E A DO BEBÊ

Fonte foto capa