Planta-zebra, afelandra, a planta dos Beija-Flores. Como cuidar

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

A afelandra é uma planta florífera muito chamativa, por isso é muito utilizada na decoração de ambientes internos e fachadas, em vasos ou canteiros, em paisagismo na ornamentação de entradas e alas públicas, praças e orlas.

Está planta também é conhecida como Planta-Zebra, devido as listras em suas folhas. É uma planta tipicamente brasileira e, diga-se de passagem, até nas cores verde das folhas e amarelas das flores.

Informações Botânicas

Pertencente à família das Acanthaceae, a Aphelandra squarrosa é popularmente conhecida como planta-zebra, afelandra, afelandra-zebra, espiga-dourada, entre outros nomes populares.

Esta planta é uma herbácea nativa da América do Sul que se adapta bem em climas Equatorial, Subtropical e Tropical. O gênero Aphelandra possui cerca de 300 espécies quase todas tropicais.

Características da Planta

Esta herbácea possui folhas grandes, ovais e de coloração verde-escura com nervuras bem marcadas de cores brancas ou amareladas, conforme a variedade.

A flor parece uma espiga pontuda e ereta.

Floresce na primavera e verão, com flores de cores amarela ou branca.

Se desenvolve a uma altura 30 cm se for de pequeno porte, e cerca de 2 metros quando de porte maior.

Necessita de meia-sombra e seu ciclo de vida é perene.

Variedades

As principais variedades de planta-zebra ou afelandra são:

Fritz Prinsler: de folhas verde-oliva com nervuras amarelas

Leopoldii: de folhas com veias brancas, caule avermelhado e brácteas (base da flor) vermelhas.

Louisae Van Houtt: de folhas com veias amarelas e espiga dourada, de pequeno porte e ideal para vasos.

Brockfeld: não cresce muito e tem folhas de veias amarelas.

Dania: planta de veias brancas ou creme e caule avermelhado.

Ivo: caracterizada pela cor verde-escuro.

Silver Queen: variedade de tonalidade mais clara.

Cuidados para o Cultivo

Para se ter êxito no cultivo dessa planta, deve-se seguir os seguintes cuidados:

Para o plantio da planta-zebra, utilizar substrato bem drenável (areia), leve, acrescido de matéria orgânica e irrigado regularmente, realizando o plantio dela em local iluminação difusa ou, se estiver em vaso, colocá-la à meia-sombra.

Ela não se dá bem com frio ou ventanias, necessita de adubações frequentes a cada 15 dias durante os meses quentes.

Em áreas tropicais, a planta-zebra pode ser cultivada no jardim. Já em lugares frios, ela se dará melhor em vasos e jardineiras, em locais protegidos dentro das residências ou varandas cobertas.

Propagação

A propagação dessa planta se faz por meio de estacas postas a enraizar em locais protegidos com certa umidade. O ideal é que seja ao final do Inverno.

Para se obter a estaca da planta-zebra, retira-se um ramo da planta e tira-se as folhas da base, enterrando-o em areia úmida e cultivando sem sol até o enraizamento.

A partir do plantio e com os devidos cuidados, as raízes se desenvolvem entre 6 até 8 semanas. Quando a planta começar a se desenvolver é hora de plantá-la em vaso, canteiro ou jardim.

Crescimento

A planta-zebra requer uma temperatura entre 18 e 22°C durante a estação de crescimento.

No Inverno, com a diminuição da iluminação solar, esta planta entra em adormecimento (descanso), por isso é necessário diminuir as regas e adubação.

Quando se fizer necessária a poda dos ramos, ela pode ser feita final do Inverno ou início da Primavera.

Na Primavera a planta volta a crescer e renova sua bela folhagem e segue se ramificando e crescendo.

A floração dela começa no final da Primavera e permanece até o Outono. Quando os espinhos começarem a surgir e as flores se abrirem, é necessário intensificar a adubação.

Veja dicas no vídeo do Vida no Jardim mas no lugar da farinha de ossos e do húmus de minhoca comprados em Casas de jardinagem e que são produtos oriundos de exploração animal, é mais recomendável utilizar a adubagem e fertilização caseira, para isso veja o nosso conteúdo sobre

Afelandra, a Flor dos Beija-Flores

Uma curiosidade sobre essa herbácea é que além de sua beleza radiante, com folhas e flores vigorosas de cores intensas e vibrantes, é uma planta que atrai beija-flores.

Ter uma planta dessa no vaso ou no jardim é adicionar mais vida, alegria, energia e amor ao ambiente!

Talvez te interesse ler também:

PANCS NA MERENDA ESCOLAR: JUNDIAÍ É PIONEIRA NO MUNDO!

HELICÔNIAS: VARIEDADES E ESPÉCIES. COMO PLANTAR E CUIDAR DELAS?

10 MANEIRAS DE ELIMINAR AS ERVAS DANINHAS

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Professora, alfabetizadora, formada em História pela Universidade Santa Cecília, tem o blog A Vida nos fala e escreve para GreenMe desde 2017.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Instagram
Siga no Facebook