Bucha vegetal: resgate essa maravilha, ajude o meio ambiente. Veja benefícios e como usar

Muito usada antigamente, a bucha vegetal, aquela utilizada como esponja, caiu em desuso depois que o mercado passou a oferecer diversas opções mais atrativas e coloridas, porém muito perigosas em termos ambientais.

As buchas vegetais são orgânicas, biodegradáveis, ou seja, de degradação rápida e total, não poluentes, não geram resíduos contaminantes e seu consumo ajuda no beneficiamento familiar dos produtores rurais.

Do outro lado, buchas sintéticas poluem e são difíceis de reciclar e geralmente são produzidas por grandes marcas já consolidadas no mercado.

Faça essa troca, os benefícios são garantidos.

Tipos de bucha vegetal

A bucha – Luffa spp, Dicotyledonae, Cucurbitaceae – é uma planta herbácea trepadeira, tem espécies originárias na Ásia, na África e na América, mas habita as regiões tropicais de todo mundo, é formada por cerca de 118 gêneros e mais ou menos 825 espécies.

No Brasil, foi trazida pelos portugueses e apesar de não serem nativas, são espécies domesticadas e cultivadas há séculos e, em virtude disso, existe uma ampla variabilidade genética representada pelos diversos locais e regiões em que são cultivadas desde o Norte do país até São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso.

No Brasil, as mais comuns são:

Bucha-de-metro: (variedade da Luffa cylindrica): as famosas esponjas. São essas que nos interessa nesse artigo. De fruto cumprido, aproximadamente de 0,8 a 1,6m de comprimento, dotado de fibras finas, resistentes, elásticas e macias, sendo o tipo mais importante comercialmente.

Bucha-de-purga: (Luffa acutangula, Roxb): produz frutos comestíveis quando pequenos e verdes e são utilizados na medicina caseira quando grandes. A polpa tem efeitos purgativos e diuréticos; folhas, raízes e ramos normalizam ciclo menstrual e eliminam distúrbios do fígado. Serve como esponja e para a confecção de chapéus, palmilhas de sapato, cestos, etc.

Buchinha-do-norte: (Luffa operculata Cogn): com frutos pequenos, ásperos, que contém a substância buchinina (de uso medicinal), o suco da polpa pode ser usado como vermífugo, frutos secos são purgativos, vomitivos e diuréticos e usados no tratamento de oftalmias e herpes. É também bastante utilizada para tratamento da sinusite.

Buchinha-do-norte: remédio incrível para tratar sinusite e rinite

Benefícios e como usar

Além de vantagens sociais, econômicas e ambientais, a bucha vegetal utilizada como esponja, apresenta diversos benefícios, seja à saúde da pele ou no uso doméstico.

Veja algumas dicas de uso.

Pele

Esfoliante natural

A bucha vegetal apresenta propriedades esfoliantes, ajudando na renovação celular, removendo as células mortas, impurezas, cravos, proporcionando um aspecto mais limpo e revitalizante.

É excelente para limpeza cutânea.

Hidratação natural

Para quem possui pele seca, usar a bucha vegetal na pele pode ajudar a estimular as glândulas sebáceas que, ativadas, trarão maior hidratação, melhorando a aparência e diminuindo o ressecamento da pele.

Estrias e celulites

Excelentes massageadores naturais, as buchas vegetais, quando friccionadas sobre a pele, aceleraram a circulação sanguínea, podendo auxiliar na aparência da pele, diminuindo estrias e celulites.

A bucha deve ser utilizada durante o banho, massageando levemente a pele afetada pela celulite, o atrito da massagem com a bucha vegetal pode forçar a pele a se reconstruir, permitindo que se renovem com maior uniformidade.

Amamentação

De acordo com Daniela Vieira de Lima, enfermeira obstetra do Hospital e Maternidade São Cristóvão, de São Paulo (SP), as mamas podem ser preparadas para a amamentação antes mesmo do bebê nascer, a fim de evitar problemas como rachaduras e machucados nos bicos dos seios que podem ocorrer por vários fatores, como “pega” errada ou até mesmo por conta da sensibilidade da pele no local.

Para tentar evitar os machucados e deixar a pele mais fortalecida, a enfermeira sugere, além de exposição direta sol por alguns minutos, massagem leve e delicada nas aréolas dos seios com bucha vegetal.

Limpeza doméstica

Esponja para lavar louça

É sabido que as esponjas, principalmente as de cozinha, usadas para lavar louça, acumulam muitas bactérias e devem ser trocadas semanalmente.

A esponja de lavar louças é o objeto mais sujo da cozinha?

As mais comuns, geralmente aquelas amarelas e verdes, são feitas de plástico poliuretano, derivado do petróleo, portanto, péssimas para o meio ambiente, não somente, pela forma de exploração do mineral, mas também como enorme gerador de lixo e resíduo sólido, de difícil reciclagem.

Portanto, a substituição pela bucha vegetal, é altamente recomendada e necessária, servindo muito bem na limpeza de utensílios domésticos e sanitários. Só benefícios.

Outros pontos positivos da bucha é que ela não risca a louça, detém o crescimento de bactérias e tem um tempo de uso de dois a três meses em média, muito acima da esponja comum e plástico.

Mas durante esse período, é preciso higienizar a esponja?

Limpeza de filtro de máquina de lavar

Uma ótima dica para limpeza dos filtros da máquina de lavar é utilizar bucha vegetal.

Sabe aquele tubo que fica no meio de alguns tipos de máquina de lavar roupas? Então, coloque um pedaço de bucha vegetal dentro desse tubo e ligue o ciclo completo da máquina para funcionar somente com sabão. No final do ciclo retire a bucha, você ficará impressionado com a sujeira que a esponja irá reter.

Como higienizar a bucha vegetal?

A principal forma de higienizar a bucha vegetal é deixar secar completamente entre uma lavagem e outra, de preferência ao sol, assim as bactérias não encontram um ambiente para se propagar.

Outra opção que pode ser feita uma vez por semana é ferver, por cinco minutos, com um pouquinho de bicabornato de sódio.

Jardinagem

Telhado verde

Por ser uma planta trepadeira, que tal usar a bucha vegetal para criar um telhado verde?

Seria uma bela união, além dos frutos, no caso, as buchas, manuseando para a planta crescer no telhado, ela pode captar água, captar energia solar, servir como isolante térmico e purificador de poluição urbana.

Perfeito!

Como plantar bucha vegetal

Esta trepadeira é muito simples de ser cultivada. Existem duas formas de você ter essa planta em casa. Veja aqui todas as dicas de cultivo:

Como plantar bucha vegetal para ter lindas, orgânicas e multiuso buchas em casa

Talvez te interesse ler também:

Tábua de cortar alimentos: qual escolher para comprar, dicas de uso e higienização

Como amadurecer abacate rápido? 6 dicas e truques fáceis

Esponja de maquiagem, por que é importante limpar?

Sobre Daia Florios

Daia Florios
Ingressou no curso de Ecologia pela UNESP e formou-se em Direito pela UNIMEP. É redatora-chefe e co-founder de GreenMe Brasil.
Anteriores Como plantar bucha vegetal para ter lindas, orgânicas e multiuso buchas em casa
Próximo Crie um ambiente saudável com o Feng Shui para ter bem-estar físico, mental e emocional

Veja Também

FUNCIONA! Celular molhou, o que fazer? Coloca no arroz!

É uma cena de terror para muitas pessoas. De repente, o aparelho que contém todos …