Ar-condicionado natural: pesquisa cria telha que resfria o ambiente

No Amazonas uma pesquisa está criando uma telha ecológica adequada às regiões tropicais - a ecotelha, feita de fibras naturais de malva e juta, água e uma argamassa composta por pouco cimento, areia e um resíduo cerâmico, a metacaulinita.

A telha, muito parecida às que já existem no mercado, é obtida por prensagem destes componentes e, por conta do uso da argamassa, reduz em 50% o pó de cimento necessário. A argamassa também é fator determinante para o prolongamento das fibras naturais que entram na sua composição.

Esta pesquisa tem apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas - Fapeam, é coordenada pelo professor João de Almeida e está sendo realizada nos laboratórios da Universidade Federal da Amazônia - UFAM.

Segundo João de Almeida: o diferencial na produção desta ecotelha é o uso da metacaulinita na composição da argamassa, que torna a telha muito mais resistente e durável, reduzindo significativamente o consumo de cimento e deixando o produto com um preço muito atraente ao consumidor. O pesquisador diz que através de ensaios técnicos, a nova telha também apresentou um bom desempenho térmico, podendo reduzir o calor nas regiões mais quentes do país como o Amazonas.

O protótipo deverá estar pronto em 12 meses, depois do que será necessário um patrocínio para a fabricação das telhas, que requerem de um maquinário especial.

Leia também:

USO DE AR-CONDICIONADO DEVERÁ SUBIR DE 13% PARA 70% EM 2100

CLIMATIZADORES: 10 COISAS PARA SABER ANTES DE ESCOLHER

AS FANTÁSTICAS CASAS DE TETO VERDE NA ISLÂNDIA: CANDIDATAS AO PATRIMÔNIO DA UNESCO

Fonte fotos: fapeam