Livro revela como a urbanização afeta a biodiversidade

a urbanização afeta a biodiversidade

Um livro, recém-lançado pela Organização das Nações Unidas (ONU), revela elementos muito impactantes sobre a relação entre a expansão das áreas urbanas e seus efeitos sobre o meio ambiente. A obra, já traduzida para português, foi publicada em associação ao Ministério do Meio Ambiente.

Maior crescimento populacional da história

Até o ano de 2050, segundo projeções, 6,3 bilhões de pessoas habitarão em cidades ao redor do planeta. Os dados de 2010 davam conta de projeções 3.5 bilhões menor, ou seja, a expansão urbana tem ocorrido com muita rapidez. Inclusive, trata-se do maior avanço urbano da história da Terra, segundo o livro “Panorama da Biodiversidade nas Cidades – Ações e Políticas – Avaliação global das conexões entre urbanização, biodiversidade e serviços ecossistêmicos” – com prefácio de Ban Ki-moon, secretário-geral da ONU.

Com isso, o que se pode concluir é que as paisagens se transformarão de forma igualmente intensa, desde as edificadas – para acomodar o excedente populacional – até à própria natureza – biodiversidade, habitats naturais e ecossistemas.

Perspectivas positivas

O lado positivo de todo esse cenário é o histórico urbano de centro de fomento de inovações. Portanto, das cidades podem nascer soluções tecnológicas que encampem o conceito de desenvolvimento sustentável.

A obra, de 70 páginas, traz um olhar geral sobre os aspectos relacionais entre biodiversidade, urbanização e serviços ecossistêmicos; a redação foi feita por um grupo de mais de 75 cientistas de várias partes do planeta. Seu objetivo é promover um “agendamento” das políticas de proteção à natureza, no contexto das políticas de urbanismo.

Para ler o livro, faça o download aqui.

Leia também: Livro premiado com o Jabuti 2014 revela risco de extinção de bromélias

Fonte fotos: freeimages.com