Em 21 de junho, o Eclipse Solar Anel de Fogo que marcará grandes transformações à humanidade

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

O dia 21 de junho será marcado pelo primeiro eclipse solar de 2020, que será o “encontro do Sol com a Lua” e, como resultado teremos o astro-rei do nosso sistema planetário encoberto pelo satélite lunar da Terra. Esse fenômeno é conhecido como Eclipse Anular ou Anel de Fogo.

Esse eclipse solar também será o marco do início do solstício de inverno no hemisfério sul e do solstício de verão, no hemisfério norte. 

Quem poderá ver o eclipse? 

Em alguns países como China, Índia e países da África Central, Península Arábica e regiões do Pacífico este eclipse ficará bem visível; outras países como Austrália, em sua parte norte, e os da Europa terão uma visão parcial. Já o Brasil e países da América do Norte não terão a oportunidade de perceberem este fenômeno astronômico. 

Para aqueles que se encontram nas áreas em que não haverá a possibilidade de apreciar esse eclipse, e que queiram dar um jeito de testemunhar esse espetáculo astronômico, a dica é vê-lo na tela virtual acessando este -> link do Virtual Telescope’s WebTV

Aos brasileiros que forem ver este eclipse pela Internet, o auge desse fenômeno acontecerá às 15h40 (horário de Brasília).

Para as pessoas que vivem nos lugares que esse eclipse poderá ser visto, a recomendação é que para admirar esse acontecimento celeste, não olhem nem diretamente e nem com óculos escuros (de sol), telescópios e lunetas pois, tal ação pode causar danos a retina do olho, porque, mesmo a luz solar sendo encoberta pelo corpo celeste lunar, os raios ultravioletas continuam ativos e irradiando.

O mais indicado para ver o eclipse solar são óculos usados por soldadores, com filtro de luz bem escuros.

O significado astrológico do eclipse do dia 21 de junho

Este eclipse solar acontecerá juntamente com o Solstício de Câncer e isto traz alguns sinais astrológicos para nossa vida. 

Com a Lua “se sobrepondo ao Sol” nosso ânimo perde um pouco a força e o passado, representado pela Lua, volta a nos assolar, principalmente em questões mal resolvidas. Entretanto, podemos tirar proveito dessa situação e depurar aquilo que não serve mais e ficar com os aprendizados úteis, para seguirmos mais firmes e confiantes. 

Os eclipses trazem momentos de crises, nos inspiram a interiorização e, consequentemente, nos impulsionam para tomadas de decisões necessárias para as transformações.  

Com relação ao coletivo, esse eclipse solar repercutirá mais intensamente ao longo do período de 6 meses em que haverá simultaneamente alguns marcos astrológicos intensos como o do planeta Marte transitando no signo de Áries, gerando conflitos de várias ordens e, ao mesmo tempo, impulso para tomada de decisões.

Outro toque astrológico importante que, inclusive foi dado em forma de lembrete no conteúdo Sol, o astro regente de 2020: siga com coragem, siga com o coração!  é que Saturno, Plutão e Júpiter estão no signo de capricórnio e isto significa um maior impulso e até “reivindicação da vida” para mudarmos o que precisa ser mudado

Essa mensagem dos astros se dá porque os planetas em questão têm conteúdos cármicos (trazem lições que precisam ser aprendidas) e geracionais (que atuam por várias gerações) e outro motivo é que estão no signo de Capricórnio, um signo centrado no poder e, por isso, mais materialista e voltado ao trabalho e à conquista de riquezas materiais.

Os planetas que fazem  alinhamento planetário no signo de Capricórnio são uma poderosa conjunção entre Júpiter, Saturno e Plutão e, desde que teve início, vêm trazendo forte impacto nas estruturas de nosso sistema materialista e chamando a humanidade a repensar seus paradigmas e valores, pois cada um desses planetas trazem lições para que revisemos nossa existência.

Essa conjunção entre estes planetas juntamente com a mudança da posição dos nodos lunares que atualmente se situam no eixo Capricórnio-Câncer, para outro eixo que será o de Gêmeos-Sagitário, está abrindo caminho para uma forte transição pois, será um estímulo astrológico à uma visão mais expansiva, libertária e humanitária, se contrapondo ao materialismo vigente.

Ver para crer

Por mais cética e “São Tomé” que uma pessoa seja,  acreditando só no que possa ser visto, o famoso “ver para crer”, e duvide da astrologia, é inegável que estamos passando por momentos que requerem nossa adaptação e transformação, basta observar a realidade que estamos vivendo e o que está se passando com a humanidade. 

Sobre toda esta vibração emanada pelos astros que respondem às nossas próprias emanações, este vídeo do canal SOS por Gaia traz uma reflexão importante na voz de Michele Vernier, que nos anima a “fazermos do limão uma limonada” e transformar experiência em aprendizado, sabedoria e expansão, contribuindo para darmos oitavas em nossa vida.

Orientação Astrológica para o momento

O lembrete, desta vez,  diante de tudo que está por vir, é para termos a mente aberta a novos conhecimentos, ideias, valores e percepções, ao invés de ficarmos presos e apegados em um sistema arcaico e que necessita de transformações para vivermos com mais leveza, respeito, sensibilidade, alegria e liberdade. 

Precisamos honrar e cultivar a gratidão para aqueles que abriram caminho para nós, ampliando o caminho tanto para nós, como para os que estão por vir. Por isso, a necessidade de eliminar padrões ultrapassados e máscaras que não correspondem à nossa essência, dando vazão ao que de fato venha de encontro com nossa verdade e real natureza, fazendo bem a si e ao planeta.

Tudo isso com o objetivo de realizar o fim de um ciclo e o início de uma nova era para cada ser humano que estiver disposto a se renovar!

Talvez te interesse ler também:

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Professora, alfabetizadora, formada em História pela Universidade Santa Cecília, tem o blog A Vida nos fala e escreve para GreenMe desde 2017.
Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Instagram
Siga no Facebook