Invasor e venenoso: esse peixe foi visto em Noronha pela 2ª vez em 8 dias

Invasor e venenoso: esse peixe foi visto em Noronha pela 2ª vez em 8 dias

Esse peixe estranho é o peixe-leão (Pterois volitans), uma espécie invasora que pode ser perigosa às pessoas e ao meio ambiente. Três peixes dessa espécie foram capturados em Fernando de Noronha.

Como noticiou o G1 Pernambuco, o terceiro peixe-leão foi capturado nesta ilha na última quarta-feira (11).

Ao todo, no Brasil, seis peixes-leão foram capturados, três deles em Noronha. O primeiro peixe capturado foi em dezembro do ano passado.

Perigoso por que?

Como explicou a bióloga Clara Buck, da Universidade Federal Fluminense (UFF), o peixe-leão tem 18 espinhos venenosos, que apresentam toxinas capazes de causar febre, vermelhidão e até convulsões em humanos. Apesar de não haver registro de morte, encontrar o animal é uma experiência dolorosíssima.

Para o meio ambiente, o perigo é que a espécie é muito invasora, ou seja, se reproduz com muita rapidez, se adapta muito facilmente e domina o local. Acredita-se que seja a espécie invasora mais numerosa do mundo. É comparável ao rato, só que altamente venenoso.

Ademais, esta é uma espécie predadora que causa estragos nos recifes por onde passa, podendo consumir cardumes de espécies endêmicas e causar grandes desequilíbrios no habitat.

O peixe-leão, também chamado peixe-leão vermelho, é natural dos recifes de coral dos oceanos Índico e Pacífico mas também pode ser encontrado no Atlântico ocidental, onde muito provavelmente foi introduzido pelo homem, por alguém ou por algum comerciante que mantinha a espécies em aquários.

Em águas nativas o peixe-leão serve de alimento a predadores mais fortes e sua população se mantém estável. O problema é que, fora de seu habitat natural, a espécie se torna altamente invasora e perigosa.

O que fazer?

É preciso capturar os exemplares antes que se eles se alastrem. No Brasil acredita-se que os indivíduos encontrados em Noronha tenham vindo do Caribe.

Segundo informações da direção do Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio), o peixe-leão foi encontrado por mergulhadores profissionais. O instituto pede pela colaboração, principalmente dos mergulhadores.

Capturar um animal venenoso como esse exige um protocolo que o ICMBio Noronha disponilibilizará aos interessados.

Quem avistar esse peixe deve entrar em contato com o ICMBio.

Talvez te interesse ler também:

Pequeninos indefesos: os peixes de água doce mais ameaçados do Brasil

Sucuri: a maior serpente brasileira. Essa e outras curiosidades sobre a Majestade dos Rios

Maria, a mulher que tem 60 jacarés e chama cada um pelo nome. Vídeos

Felinos selvagens do Brasil: conheça as 9 espécies que aqui habitam

Foto: Peixe-leão encontrado em Fernando de Noronha — Foto: Lucas Penna/ICMBio

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *