Tubarão quase ameaçado de extinção é morto cruelmente em praia do Ceará

Tubarão quase ameaçado de extinção é morto cruelmente em praia do Ceará

Um tubarão foi vítima de um ato de barbárie na praia de Balbino, em Cascavel, no Ceará, no último domingo.

Um grupo de pessoas, supostamente formado por pescadores locais, matou o animal de forma cruel após encontrarem-no encurralado em águas rasas da praia.

A ação foi ainda filmada por integrantes do grupo enquanto crianças observavam o crime.

A Secretaria de Agricultura, Pesca, Meio Ambiente e Defesa Civil de Cascavel manifestou-se, em nota, repudiando o ato violento.

“A Secretaria informa que a Polícia Ambiental já está tomando as medidas cabíveis ao caso”.

O especialista em tubarões Vicente Faria, da Universidade Federal do Ceará (UFC), foi consultado pelo oEco para identificar a espécie. Segundo Faria, a espécie Carcharhinus leucas, conhecida como tubarão-de-cabeça-chata, está classificada como “quase ameaçada” pelo ICMBio, situação que pode passar para “ameaçada” devido ao seu declínio populacional na costa brasileira.

Qual o motivo para tanta barbaridade?

Para o especialista, a motivação do crime parece ter sido comercial, já que os agressores devem ter visto uma oportunidade de ganhar dinheiro vendendo a carne do tubarão. Entretanto, o crime bárbaro não cumpriu os ritos de um abate pesqueiro, no qual a dor animal é evitada para não danificar a qualidade do pescado.

A morte bárbara impingida ao animal, além de mostrar como algumas pessoas podem ser extremamente cruéis, revela o quanto é urgente ações de educação ambiental no Brasil.

Caso alguém se sentisse ameaçado por um tubarão, bastaria ligar para os órgãos ambientais competentes e respeitar o espaço do animal até que ele pudesse ser resgatado.

“É uma espécie que gosta de águas costeiras, então não há nada de anormal, e poderia ter até rendido uma bela imagem pro Ceará de um ambiente preservado, mas tivemos o contrário, uma imagem de selvageria”, avalia o professor.

Crime ambiental

Maus-tratos e crime ambiental estão tipificados no Art. 32 da Lei nº 9.605/98, que prevê como pena de 3 meses a 1 ano de reclusão e multa.

Um dos homens envolvidos na agressão, que parece ser ciente da lei, diz para quem está filmando a ação: “não é para mostrar esse vídeo para ninguém”.

Uma testemunha ouvida pelo G1 Ceará disse que o tubarão, já morto, foi levado pelos próprios criminosos.

Haja misericórdia para tamanha ignorância!

Talvez te interesse ler também:

Sucuri: a maior serpente brasileira. Essa e outras curiosidades sobre a Majestade dos Rios

Veja por que você deve cortar as alcinhas da sua máscara

Milhões de frangos morrem devido às condições precárias de transporte

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *