Misteriosa morte de elefantes em Botswana. Resultado dos exames pode demorar

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Elefantes estão morrendo misteriosamente no Botswana, na África. Autoridades estão investigando o caso, já que não há sinal de violência ou contaminação nesses animais.

Desde o início de maio, foram contabilizadas 154 mortes de elefantes no Delta do Okavango, noroeste da África. Atualmente, esse número passou de 350 e até o momento não se sabe a causa dessas mortes.

Segundo informações do Reuters, as autoridades descartaram a caça furtiva (onde as presas são removidas) e envenenamento por humanos. Eles aguardam o resultado dos exames de sangue coletados das carcaças que foram encontradas intactas.

Lar dos elefantes africanos

O Botswana é o lar de boa parte dos elefantes do continente africano, cujo número passou de 130.000 para 80.000, devido ao aumento da população e por causa da caça furtiva.

Além disso, os agricultores vêem os elefantes como um incômodo, pois os acusa de destruirem as colheitas. Para piorar, o presidente Mokgweetsi Masisi suspendeu a proibição de caça imposta pelo presidente anterior Ian Khama.

Felizmente, a temporada de caça aos elefantes não aconteceu em abril, devido às restrições globais da pandemia de coronavírus.

O sangue dos elefantes mortos misteriosamente foi coletado e levado para análise na África do Sul. Os resultados podem demorar mais que o normal para ficarem prontos, pois muitos acessos ainda estão fechados por causa da Covid-19.

Não só elefantes

Apesar de não saberem a causa das mortes desses elefantes, os conservadoristas chegaram a cogitar a hipótese de cianureto, substância bastante utilizada por caçadores do Zimbábue.

Há relatos de pessoas que viram os elefantes andando em círculo antes de morrerem. Analisando as carcaças, os pesquisadores desconfiam que a morte tenha ocorrido rapidamente, pois os animais caíram com o rosto no chão.

Enquanto isso, as autoridades alertam os moradores para não consumirem as carnes dos elefantes mortos para evitar a contaminação da população. Os elefantes continuam morrendo e as carcaças estão sendo queimadas.

O The Guardian também fez uma publicação sobre o assunto atualizando que foram contabilizadas mais de 350 mortes de animais, das quais 280 são desses elefantes.

Até que descubram a causa dessas mortes misteriosas, a tendência é a de que mais elefantes continuem a morrer.

Talvez te interesse ler também:

 

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Formada em Administração de Empresas e apaixonada pela arte de escrever, criou o blog Metamorfose Ambulante e escreve para GreenMe desde 2018.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Instagram
Siga no Facebook