Bolsonaro Nova York
Bolsonaro Nova York

Bolsonaro chega a Nova York usando colar indígena em plena manifestação pela Amazônia

Jair Bolsonaro chegou a Nova York na noite dessa segunda-feira (23) e foi recebido pelo ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles depois de cruzar com manifestantes e ambientalistas contrários ao seu governo, que gritavam “Bolsonaro não, Amazônia sim”.

Segundo noticiou o portal UOL, o presidente passou pela imprensa sem dar declarações e não confirmou se jantaria com o presidente dos Estados Unidos Donald Trump.

Como de praxe, o Brasil abrirá a Assembleia Geral da ONU e a expectativa é a de que o presidente opte por um tom mais ameno e evite atrito com os outros chefes de Estado, diferentemente do que ocorreu nos últimos meses, quando Bolsonaro protagonizou embates públicos com o presidente da França, Emmanuel Macron, e a Chanceler alemã Angela Merkel.

O discurso nacionalista, de soberania do Brasil em relação à Amazônia, aliado à defesa do desenvolvimento econômico sustentável da região deverão receber destaque na fala do presidente brasileiro.

Bolsonaro também já deu um primeiro sinal de que pretende desfazer a imagem de alguém contrário aos povos tradicionais ao desfilar em Nova York exibindo um colar indígena. O artefato foi presente de uma youtuber indígena que integra a comissão brasileira.

Talvez te interesse ler também:

COMO VOCÊS SE ATREVEM? GRETA REPUDIA DISCURSO COMERCIAL DOS LÍDERES NA CÚPULA DO CLIMA

 

74ª ASSEMBLEIA GERAL DA ONU: COMBATE À POBREZA, EDUCAÇÃO DE QUALIDADE, AÇÃO CLIMÁTICA E INCLUSÃO

CÚPULA PELO CLIMA NA ONU: A PRESSÃO DA JUVENTUDE PARA COMBATER A CRISE CLIMÁTICA

Fonte foto: Gazeta do Povo

Sobre Redação GreenMe

Redação GreenMe
greenMe.com.br é um site de informação sobre meio ambiente e saúde, criado para levar ao grande público, a consciência de que um mundo melhor é possível, através de um comportamento respeitoso com todas as formas de vida.

Veja Também

gelo

Gelo do Ártico derrete em ritmo alarmante e pode libertar vírus e bactérias mortais

Vírus e bactérias que estão “hibernando” no frio polar Ártico podem acordar de um sono …