Verão de lama: litoral do Espírito Santo apresenta mancha em suas águas

Verão de lama: litoral do Espírito Santo apresenta mancha em suas águas

No mar do Espírito Santo, na cidade de Linhares, uma mancha de lama vem crescendo depois de . Não existe previsões para que os rejeitos de minério deixem de se escoarem ao mar.

O IBAMA, o Instituto Chico Mendes e O IEMA, que acompanham o desdobrar do acidente, acreditam que a mancha triplicou de tamanho desde o domingo (3).

A mancha de lama chegou ao litoral capixaba em 21 de novembro levada pelas chuvas e pela corrente. A lama segue seu curso ao mar depois de ter sido depositada no fundo e ao longo da bacia do Rio Doce. Dada a natureza do fato, a “limpeza” não tem prazo nem previsão de acabar, assim como os malefícios que poderá causar à biodiversidade local, seguem sem que saibamos das suas consequências .

do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (Coppe/UFRJ) Paulo Rosman, “vai depender da velocidade em que essas margens vão ser revegetadas, de modo a consolidar esse material onde está, caso contrário, sempre que chover forte no alto e médio Rio Doce, vai ser observado um aumento significativo do material em suspensão despejado no mar.”

Enquanto a lama se expande, a Samarco ainda não apresentou ao estado mineiro seu plano de emergência para conter e mitigar os danos.

Impressionante o descaso. Será que essa história terá um fim ou cairá no esquecimento do povo?

Talvez te interesse ler também:

Fonte e foto:

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *