Na Índia, 600 milhões de pessoas fazem suas necessidades na rua. Alarme do UNICEF

Na Índia, 600 milhões de pessoas fazem suas necessidades na rua. Alarme do UNICEF

Na Índia, um problema grave: 600 milhões de pessoas defecam nas ruas da cidade. 600 milhões, não duas ou três pessoas. Mesmo aquelas que têm banheiro em casa.

É um dado impressionante que emerge a partir de um estudo do UNICEF, o Fundo das Nações Unidas para a Infância – que nos últimos meses lançou a campanha Poo2Loo (literalmente, “cocô no banheiro”) – divulgada pelo jornal Hindustan Times. Parece que cerca de 40% das famílias rurais em Uttar Pradesh, Bihar, Rajasthan, Madhya Pradesh e Haryana, apesar de possuírem banheiros em casa, tendem a fazer as necessidades nas ruas. É assim que os maus cheiros se espalham e com eles um monte de risco de infecção, doenças e epidemias à população (com tanta contaminação das águas).

E não é só isso, 44% das mães limpam as fezes de seus próprios filhos deixando-as ao ar livre, aumentando ainda mais o risco de contaminação microbiana da água com vírus, bactérias e outros agentes causadores de diarréia em crianças, uma condição que leva à desnutrição e que atinge 48% das crianças na Índia.

São 66 milhões de quilos de resíduos sólidos humanos por dia espalhados pelas ruas. E por que eles fazem isso? Cerca de 47% dos entrevistados na pesquisa realizada pelo UNICEF, afirmou que fazer o cocô ao ar livre é “agradável, confortável e conveniente”. Na verdade, muitos acreditam que esta prática faça parte de um modo de vida saudável.

Diane Coffey, economista e responsável pela pesquisa do Unicef​​, disse: “Se estes são os dados, o governo indiano não pode alegar com credibilidade que o fenômeno da defecação pública será eliminado até 2019″, como fez o primeiro-ministro Narendra Modi. Coffey concluiu: “É urgente a ação social para uma profunda mudança de mentalidade.”

Bem, aqui termina o espaço dos antigos costumes e crenças populares, como diz a campanha da UNICEF: “urbano ou rural, o cocô está ao nosso redor, em nossos parques e do lado de fora de nossos escritórios. Se ficarmos quietos, estamos contribuindo.”

Fonte foto: indiamainly.com

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *