Rio-negro
Rio-negro

Vazamento de óleo no Rio Negro

Mais uma notícia de maus tratos com o meio ambiente. O Comando do 9° Distrito Naval da Marinha do Brasil informou, nessa segunda-feira (2), que uma grande quantidade de óleo pesado vazou no Rio Negro, em Manaus, no sábado (1º).

A causa do vazamento, de acordo com a EBC, foi uma manobra de transferência, entre uma balsa e outra, de derivados de petróleo, segundo inspetores Navais da Capitania Fluvial da Amazônia Ocidental (CFAOC). Uma válvula de transferência de uma das balsas travou, provocando o derramamento do óleo no rio.

As embarcações, que estavam atracadas, pertencem a um porto privado e, conforme a Marinha, a empresa já foi notificada. Entretanto, a notificação deveria ter vindo antes, já que uma das balsas estava com um dos certificados obrigatórios vencidos.

A extensão do dano ainda não foi calculada, mas o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) informou que uma equipe do órgão, que já esteve no local, vai ainda realizar trabalhos para averiguar, também, se a empresa já conteve o óleo. O Ipaam declarou, em nota, que os responsáveis podem ser punidos caso se comprove negligência, além de outras medidas legais.

A empresa do Grupo Chibatão se defendeu dizendo que as providências já foram tomadas e que 100% do óleo já foi removido do rio. No momento, os trabalhos estão sendo feitos para eliminar os resíduos.

A questão que fica é: será que as balsas que transitam no Rio Negro são fiscalizadas regularmente?

Especialmente indicado para você:

Fonte foto: wikipedia

Sobre Gisella Meneguelli

Gisella Meneguelli
É doutora em Estudos de Linguagem, já foi professora de português e espanhol, adora ler e escrever, interessa-se pela temática ambiental e, por isso, escreve para o GreenMe desde 2015.

Veja Também

gelo

Gelo do Ártico derrete em ritmo alarmante e pode libertar vírus e bactérias mortais

Vírus e bactérias que estão “hibernando” no frio polar Ártico podem acordar de um sono …