Vídeos mostram centenas de cangurus e coalas mortos nos incêndios na Austrália. Consciência. Aquecimento global existe

Imagens dramáticas chegam de Batlow, Nova Gales do Sul, capturadas na beira da estrada com um telefone celular. No vídeo, aparecem centenas de corpos de animais mortos pelos incêndios que estão destruindo a Austrália.

Trata-se de um verdadeiro extermínio: há cangurus, coalas e ovelhas, vítimas das chamas que desde setembro passado já consumiram 4 milhões de hectares de terra, matando mamíferos, pássaros e répteis. Os primeiros a pagar as consequências são os coalas: de acordo com as primeiras estimativas, seriam 8.000 carbonizados.

“Uma notícia gravíssima – declarou a WWF – dado que em toda a região, antes do início dos incêndios, existiam apenas 28.000 coalas. De fato, a maioria dos coalas na costa leste da Austrália vive dentro do ‘Triângulo de Coala’, uma região onde a espécie pode se extinguir em apenas 30 anos”.

IMAGENS CHOCANTES! NÃO ASSISTA SE FOR UMA PESSOA SENSÍVEL

Esse cenário pode se tornar ainda mais preocupante, considerando que cerca de 200 incêndios ainda estão em andamento em toda a Austrália e as notícias em relação às temperaturas não são boas notícias: a previsão é de que os termômetros atingirão 40 graus em New South Wales na próxima semana.

Desde setembro passado, 24 pessoas morreram e mais de mil casas foram queimadas. Segundo a Universidade de Sidney, 480 milhões de animais já morreram e, para a WWF, várias espécies estão em risco devido ao incêndio que eclodiu nas reservas naturais das Blue Mountains.

Devido às mudanças climáticas, a WWF afirma que

“os incêndios se tornarão ainda mais frequentes e teme-se que espécies endêmicas de animais e plantas da Austrália possam se perder para sempre”.

Nos últimos dias, mostramos o vídeo de dezenas de cangurus fugindo das chamas: o grupo havia sido filmado enquanto percorria as pastagens nas proximidades da vila de Bredbo, numa tentativa desesperada de encontrar abrigo.

“Outro bolsão da natureza devorado por chamas que ninguém poderá apreciar como antes”.

Gambás, wallabies, wombats, ornitorrincos e equidnas também fogem das chamas. Uma tragédia que é filha das mudanças climáticas e da mão humana sobre a natureza.

Enquanto isso, as autoridades australianas prenderam mais de 180 pessoas por terem iniciado incêndios florestais, dentre os quais 29 foram deliberadamente provocados na região de Shoalhaven, no sudeste de Nova Gales do Sul, em apenas três meses.

É hora de dar ouvidos à ciência. O aquecimento global está mostrando sua cara, mas ainda há quem se negue a reconhecê-lo.

Talvez te interesse ler também: 

O aquecimento global e os incêndios na Austrália: um debate caloroso

Vem aí um futuro de incêndios sem controle, advertem especialistas

O coala está funcionalmente extinto: os incêndios na Austrália destruíram 80% de seu habitat

greenMe.com.br é uma revista brasileira online, de informação e opinião Editada também na Itália como greenMe.it