Purificador de água promete solucionar escassez em regiões do mundo

Purificador de água

Uma invenção chilena tem dado o que falar. Trata-se do purificador de água, Plasma Water Sanitation System (PWSS), que é capaz de converter água em um plasma, eliminando todos microrganismos, como bactérias, vírus e outros, de modo a tornar o líquido saudável e seguro ao consumo humano.

Essa criação poderá vir a beneficiar situações de crise hídrica, tanto na América, quanto na África. Cabe lembrar que, na atualidade, cerca de 768 milhões de pessoas não têm acesso cotidiano à água potável – segundo dados da Organização das Nações Unidas.

Plasma

Segundo os gestores do projeto do purificador, criado no laboratório Advance Innovation Center, em Viña del Mar, na costa central chilena, ao transformar a água em plasma –o quarto estado natural da matéria, sendo que os outros são sólido, líquido e gasoso –, os átomos se ionizam e desorganizam.

Consequentemente, há uma descarga elétrica nessa matéria, que seria uma espécie de higienizador, matando vírus e bactérias, ou seja, tornando a água limpa – mais até do que a que bebemos.

Características do purificador

O purificador chileno equivale a uma espécie de tubo de 30 cm de comprimento. O diferencial é que é alimentado com eletricidade, que pode tanto ser via tomada, quanto, no futuro, com baterias especiais. Mas, exatamente pelo fato de poder beneficiar regiões muito pobres, a concepção do purificador é justamente a simplicidade de funcionamento.

Objetivo do purificador

Segundo os inventores, antes mesmo de comercializar o objeto em larga escala, o mesmo precisa servir para ajudar a vida do mais pobres do mundo. Em 2013, o projeto selecionou os locais de teste e de produção. O Banco Interamericano de Desenvolvimento e a Fundação Avina são parceiros do projeto.

O purificador de água tem previsão de chegar ao mercado em 2015.

A grande questão no momento é, ver como alterar determinadas características do invento, para que corresponda à realidade de locais particulares, como a África.

Fonte e fonte foto: lukkin.com