Trecho da ciclovia Tim Maia desaba no Rio de Janeiro

desabamanto

Recém-inaugurada, a ciclovia Tim Maia, na região de São Conrado, Rio de Janeiro, desabou. O acidente deixou, até o momento, duas vítimas.

A terceira vítima está sendo buscada pelo Corpo de Bombeiros e pela Defesa Civil com a ajuda de helicópteros, moto aquática e mergulhadores, já que o trecho da ciclovia está sobre o mar. A Marinha também está dando apoio às buscas ao disponibilizar um navio-patrulha para evitar a aproximação de embarcações particulares próximo à área.

A primeira inspeção técnica no local, realizada pela Fundação Instituto de Geotécnica (GEO-Rio), órgão de prevenção de encostas da prefeitura do Rio de Janeiro, informou que os demais trechos da ciclovia não foram afetados. O trecho que desabou tem 26 m de altura e, segundo especialistas, o acidente foi causado por um empuxo de uma onda que teria pego a estrutura por baixo.

A empresa responsável pela obra das ciclovia, consórcio Contemat/Concrejato, alegou que "vai trabalhar incessantemente até que sejam conhecidas as causas do acidente" e que "as prioridades neste momento são garantir o atendimento às vítimas e a seus familiares e dar início à apuração acerca das causas do acidente". A empresa se defende dizendo que atende a todos os protocolos de segurança ao fazer uso das mais modernas normas técnicas da construção civil.

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), lamentou, em nota, o acidente e se solidarizou com as famílias das vítimas. Paes estava em Atenas, Grécia, participando da cerimônia de passagem da tocha olímpica. "É imperdoável o que aconteceu, já determinei a apuração imediata dos fatos e estou voltando para o Brasil para acompanhar de perto" disse o prefeito, que deixou o Rio na noite de quarta (20).

A Avenida Niemeyer, que liga São Conrado ao Leblon, ficará interditada para que os técnicos da prefeitura e os bombeiros trabalhem no local.

Faltam cerca de 100 dias para os Jogos Olímpicos começarem e a imprensa internacional noticiou o fato com receio, já que coloca em suspeita os padrões de engenharia e de segurança usados nas obras para o evento.

A ciclovia Tim Maia é um dos legados das Olimpíadas para a cidade do Rio de Janeiro. Além da preocupação com a segurança, várias equipes estão preocupadas com atrasos nas obras para os Jogos.

A obra da ciclovia custou R$ 44, 7 milhões.

Leia também:

setaNOVA CICLOVIA FOI INAUGURADA NESSE DOMINGO NO RIO DE JANEIRO

"setaTRANSPORTES LIMPOS" SÃO NOVIDADE PARA OS JOGOS OLÍMPICOS 2016

Fonte foto: redesul