Avenida Paulista será aberta ao público todos os domingos

A batalha acabou e a população de São Paulo, que sabe que o espaço público pertence ao povo e não aos carros, se saiu vitoriosa, a Avenida Paulista será aberta ao público todos os domingos de agora em diante. Não foi fácil, a primeira experiência foi um sucesso, posso atestar porque lá estive e já pedalei pela ciclovia da Paulista mais de uma vez, mas somente agora, depois de audiências públicas com apoio maciço dos participantes e de avaliação final da prefeitura de que não há grande impacto no trânsito local aos domingos, que a decisão foi tomada em definitivo.

Ministério Público

O grande obstáculo foi o Ministério Público de São Paulo, que se valia de um documento firmado em 2007 que estabelecia o fechamento da avenida apenas em três ocasiões por ano. São elas o Réveillon, a Corrida São Silvestre e a Parada Gay.

Mesmo diante dos dados da prefeitura o MP não cedeu e chegou a propor que uma faixa, nos dois sentidos da via, ficasse liberada para o trânsito. Proposta recusada pela prefeitura. O MP ainda não se manifestou sobre a decisão.

O prefeito Fernando Haddad declarou que todos os estudos sobre tráfego de veículos, acesso aos hospitais da região, inclusive com consultas aos estabelecimentos médicos, e também que todas as exigências do Ministério Público foram atendidas. "Esse final de semana, no domingo, já vamos abrir para pedestres, ciclistas, skatistas, enfim, vamos viver uma nova fase da Paulista aos domingos", disse.

Haddad defende há tempos que o fechamento da Paulista iniciaria um novo ciclo de apropriação e reaproximação do povo com a cidade e com eles mesmo, interagindo nas ruas da avenida nas horas de lazer de domingo.

Acesso às moradias e aos hospitais

Claro que estudos não bastam para manter o acesso normal dos moradores da região as suas casas e nem aos hospitais locais e, sim, ações. E essas ações cabem a Companhia de Engenharia e Trafego, CET, que atuará na Avenida Paulista em todos os domingos de lazer garantindo o acesso a todos.

"Os moradores serão acompanhados por agentes da CET até a primeira esquina onde possa haver a conversão e terão que respeitar a velocidade máxima de 10 km/h", segundo a administração.

Outras vias

A Avenida Paulista é a primeira nos planos do prefeito Fernando Haddad, que deseja transformá-la em um exemplo para a abertura de outras vias para a população todos os domingos.

Futuras audiências públicas decidirão o futuro de mais vias livres, mas, por enquanto, os pedestres, ciclistas e todos da cidade podem comemorar essa vitória!!!

Leia também:

HORTAS URBANAS EM SÃO PAULO: UMA FORMA SUSTENTÁVEL DE BEM VIVER

SÃO PAULO FARÁ COMPOSTAGEM DOS RESÍDUOS DE SUAS FEIRAS LIVRES

JARDIM VERTICAL É ALTERNATIVA VERDE PARA O MINHOCÃO EM SÃO PAULO

Fonte fotos: fotospublicas.com