A nova espécie de caracol que se tornou bandeira do direito ao casamento gay

nova espécie de caracol que se tornou bandeira do direito ao casamento gay

Descobrir uma nova espécie e dedicar o seu nome ao direito de se casar com alguém do mesmo sexo. Um caracol recentemente identificado tornou-se a metáfora para o ritmo lento que muitas vezes acompanha o reconhecimento dos direitos dos homossexuais. Aegista diversifamilia, este é de fato, o nome científico da nova espécie de caracóis terrestres da ilha de Taiwan, que foi descrita na revista Zoo Keys.

O caracol foi reconhecido após ter sido confundido com um outro muito comum, o Aegista Subchinensis. As diferenças morfológicas que existem entre um e outro dizem respeito às dimensões da concha que em A. diversifamilia tem a forma espiral plana.

Muitas vezes, duas espécies consideradas inicialmente iguais revelam-se diferentes porque, entre os gêneros existem obstáculos que os separam. A evolução faz o resto e lhes confere as diferenças, coisa que só um estudo filogenético pode confirmar, identificando duas espécies diferentes dentro de um gênero. Os obstáculos podem ser uma montanha ou um rio e são chamados de barreiras biogeográficas.

Os caracóis são hermafroditas, ou seja, cada indivíduo possui ambos os órgãos reprodutores masculinos e femininos e representam a diversidade de orientação sexual.

"Taiwan e muitos outros países estão lutando para o reconhecimento do direito ao casamento entre pessoas do mesmo sexo, disse o Dr. Chang Yen-Lee, professor da Taipei's Academy Sinica. Decidimos que talvez fosse uma boa oportunidade para dar ao caracol um nome para nos lembrarmos dessa luta."

Um caracol torna-se bandeira do direito ao casamento gay. É a natureza abraçando a causa do amor arco-íris.

Leia também:

SEXO ORAL ENTRE MACHOS: OS URSOS-PARDOS TAMBÉM FAZEM

VOCÊ SABE QUAIS SÃO OS ANIMAIS BRASILEIROS EM EXTINÇÃO?

DESCOBERTAS MAIS DUAS ARANHAS MAIS BELAS DO MUNDO

COMER MENOS CARNE PARA SALVAR ANIMAIS SILVESTRES