Brasileiro sabe tudo sobre biodiversidade

brasileiro biodiversidade

Nove países participaram da pesquisa Barômetro da Biodiversidade, divulgada neste dia 25 em Paris pela União para o BioComércio Ético (UEBT), e teve o Brasil como grande destaque entre os participantes, mostrando que o brasileiro sabe tudo sobre biodiversidade.

Cerca de 8,7 mil pessoas foram questionadas pela pesquisa nos países do Equador, México, Estados Unidos, Reino Unido, Holanda, França, Alemanha e Índia, além do Brasil. Para 88% dos brasileiros o assunto biodiversidade é classificado como essencial, número superior ao de qualquer outros país envolvido no estudo.

E não apenas isso, juntamente com o México, o Brasil obteve respostas acima da média em relação aos outros entrevistados quando perguntados sobre temas como aquecimento global, desmatamento, desenvolvimento sustentável e responsabilidade social corporativa.

Ao todo o ranking ficou com 92% dos brasileiros afirmarem que já ouviram falar do assunto e 48% definiram corretamente o conceito de biodiversidade. Os mexicanos ficaram um pouco acima, com 52%, seguidos por Alemanha, 47%, Holanda 45%, Reino Unido e Estados Unidos, 39% e França, 37%. Os piores resultados ficaram com o Equador, com 17%, e a Índia, com 2%.

A Organização das Nações Unidas (ONU) possui a meta de que todas as pessoas do planeta saibam o que é biodiversidade até o ano de 2020.

Uma das respostas corretas sobre biodiversidade vinda dos brasileiros foi: "É tudo o que envolve a natureza e seus habitantes, plantas, insetos, animais, águas e a diversidade da fauna e flora como um todo”. Provavelmente a resposta veio de algum dos jovens pesquisados, que se mostraram a maioria entre os mais bem informados sobre o tema, 57% ao todo. Bem acima da média mundial que é de 43%.

Outro aspecto positivo foi o fato de que 89% dos brasileiros afirmam se preocupar com a origem dos alimentos que consomem, querendo saber das práticas que as empresas produtoras adotam em seus processos. Essas informações o brasileiro costuma adquirir por meio do rádio e da televisão, segundo a pesquisa, o que é a única parte de dúvida, pois o brasileiro acessa cada vez mais a internet e pesquisa sobre o tema. Talvez a internet devesse integrar essas fontes também.

No final, ao comparar a média de acerto desta edição da Barômetro da Biodiversidade com a primeira, houve um aumento no acerto da definição do que é biodiversidade na média global de 9%, saltando de 30% em 2009 para 39% em 2015.

O levantamento mostra também que 83% dos entrevistados esperam que os fabricantes adotem políticas de respeito à biodiversidade e, seguindo a regra até o final, Brasil e México se destacam, com 92% e 95%, respectivamente.

A pesquisa Barômetro da Biodiversidade entrevistou 47 mil consumidores em 16 países entre 2009 e 2015.

Leia também: Regulamentação da Lei da Biodiversidade será feita com participação popular