Raju, o elefante que chorou por sua liberdade, ainda está em perigo 

Raju, o elefante ainda está em perigo

Quando ativistas libertaram o elefante Raju de suas correntes, as imagens em que o elefante chorava no momento da libertação, foram compartilhados por milhões e milhões de usuários ao redor do mundo inteiro.

Mas tudo isso pode não ter sido o suficiente: seu ex dono-torturador está tentando fazer valer em tribunal a propriedade do animal, enquanto o governo está considerando as acusações de crueldade contra ele.

Por enquanto, o caso foi adiado para o dia 11 de setembro. "Nós nos sentimos muito confiantes e otimistas quanto ao resultado da sentença. Mas, mais alguns dias nos permitirão de estarmos ainda mais preparados para chamar a atenção para esta injustiça. Temos uma oportunidade única em aumentar a conscientização sobre a exploração animal", explicam os ativistas da Wildlife SOS, o grupo que salvou o elefante.

Quando Raju foi libertado de suas correntes durante um procedimento delicado, escorria pus de seus machucados que eram enormes abscessos em suas patas. O animal estava morrendo de fome e tinha feridas por todo o corpo. O seu dono-torturador além do mais, costumava arrancar os pelos de seu rabo para vendê-los como amuleto da sorte.

Felizmente, porém, Raju foi transferido para uma nova casa no mês passado, onde ele agora pode caminhar livremente, comer uma boa comida, receber tratamento médico, mergulhar em sua piscina favorita e socializar-se com outros elefantes - todas as coisas que lhe foram negadas durante seus 50 anos de vida passada em correntes e rodas dentadas que esculpiram as suas pele...e alma.

Raju ainda precisa de ajuda. Por esta razão, é importante assinar a petição para solicitar às autoridades indianas de libertá-lo para sempre e punir seu ex-dono, para que seja dado o exemplo: animais têm vida e não devem absolutamente serem mal tratados. CLIQUE AQUI para assinar.

Leia também: Raju: o elefante que chorou ao ser libertado depois de passar 50 anos acorrentado