No Zimbábue, elefante mata seu caçador

cacador elefante

Um caçador profissional do Zimbábue, Ian Gibson, morreu na última quarta-feira ao ser pisoteado pelo elefante que ele estava perseguindo no Chewore North (lower Zambezi Valley).

Segundo a notícia, Ian Gibson, funcionário da Chifuti Safaris, contratado como caçador e guia, acompanhava um cliente, Robert, em uma caçada a elefantes em Chewore, no vale interior do Rio Zambezi, no Zimbábue. Os dois estavam perseguindo o animal durante cinco horas, quando resolveram descansar.

Conforme publicado pelo “New Zimbabwe”. Ian e Robert sentiram que o animal estava muito perto, 50 a 100 metros, e continuaram a seguir sua pista na esperança de encontrá-lo, enquanto Robert ficou descansando. O elefante, que provavelmente estava no cio, situação que o deixaria particularmente perigoso, teria se irritado se voltando contra o caçador e iniciando repentinamente o ataque fatal. Ian e Robert começaram a gritar mas não conseguiram evitar a morte, ainda que Ian tenha conseguido dar um tiro no animal antes de morrer.

Ian Gibson, identificado pelos colegas como “um dos caçadores profissionais mais experientes do continente Africano”, teve uma nota de pesar publicada no site Africa Hunting. Não temos informações sobre o que aconteceu ao elefante.

A mesma empresa, Chifuti Safaris, teria perdido um outro caçador em 2012, morto por um búfalo.

Será que a notícia poderia desencorajar as pessoas que praticam a caça?

Leia também: Uso de marfim na China pode extinguir existência de elefantes na África

Fonte foto: africahunting.com