Manguezal de Niterói em franca recuperação: trabalho voluntário e consciência ambiental

O mangue na beira da lagoa de Itaipú, em Niterói, estava se perdendo, degradando, pela pressão urbana. Loteamentos avançavam, áreas eram invadidas, drenadas, entulhadas de restos de construção civil, mortas, enfim. Mas, mangue é berçário, de peixe, caranguejo e muitos outros representantes da fauna marinha, portanto, fundamental mantê-los saudáveis se queremos ter peixe na lagoa.

Hoje já são mais de 3 mil mudas de espécies de mangue que foram plantadas lá pelo biólogo marinho Luis Gonçalves. Um trabalho voluntário, individual, pois começou ele sozinho há 3 anos, atualmente divulgado pelos seus alunos, que lá participam de atividades de educação ambiental, pelos visitantes do local e apoiado logisticamente pela administração do Parque Estadual da Serra de Tiririca (Peset) ao qual pertence o ecossistema da lagoa e seu entorno.

As sementes para as mudas de mangue foram recolhidas lá mesmo, e plantadas em garrafas pet abertas, também encontradas por lá. Foi boa a idéia de plantar as sementes assim, pois as mudas precisam de proteção contra os caranguejos e a urgência da recuperação exigia o apoio técnico do ser humano. Pois que, senão muitas se perderiam. Depois de crescidas as mudas é necessário retirar, de cada uma, o colar de pet.

Como conta o biólogo Luis, com o replantio, o repovoamento florestal da orla, começaram a voltar os caranguejos e, na busca destes, as aves que habitam o mangue. Tanto que hoje o chão parece estar em movimento, pela quantidade de pequenos caranguejos correndo de um buraco a outro. E até os jacarés já voltaram ao seu habitat.

Esse trabalho de reflorestamento está recuperando uma área de cerca de 20 mil m2 nas margens da lagoa.

O trabalho começou em 2012, na beira do canal de Camboatá. Lá a vegetação já está alta, fechada. Mais recentemente está sendo cuidada a beira do rio João Mendes, onde vicejam 300 mudas e se começou a plantar na Lagoa de Piratininga, onde se vê a “semeadura protegida em garrafas pet”.

—“ As pessoas só cuidam do que conhecem. Essa área é privilegiada pela natureza. Ainda há muito para ser descoberto”, diz Luis Gonçalves, e com justa razão.

Faça você a sua parte que, um dia, teremos o meio ambiente recuperado. Isso nós, seres humanos, devemos à Terra, à Natureza!

Leia também: CONSTRUIR UM MUNDO MELHOR SÓ DEPENDE DE VOCÊ, SABIA?

Fonte foto: flickr.com