Desmatamento tropical causa altas temperaturas, irregularidade de chuvas e afeta as plantações pelo mundo

Desmatamento tropical

A eliminação de árvores em florestas tropicais, não apenas aumenta o dióxido de carbono no ar, mas também afeta os padrões de chuva e aumenta as temperaturas ao redor do planeta, afirma um estudo que demonstra que as florestas podem apresentar múltiplos impactos sobre o clima. Ao mesmo tempo, a derrubada de árvores, pode causar adversidades, até mesmo, na produtividade agrícola.

Efeitos práticos do desflorestamento tropical

Para se ter uma ideia, uma hipotética eliminação total das florestas tropicais, levaria a um aumento na temperatura global na ordem de 0.7°C – devido à emissão de gases causadores do efeito estufa.

O estudo, feito em colaboração entre a Universidade de Virgínia e o Climate Focus, fornece evidências suficientes para concluir que o desflorestamento tropical já está afetando climas locais e regionais.

A Tailândia, por exemplo, está experienciando menos chuvas, devido a deflorestamento e, na Amazônia, o padrão de chuvas sofreu mudanças. Esse processo pode resultar em uma redução das chuvas entre 10 e 15% na região ao redor da área na qual o desflorestamento ocorreu.

Desflorestamento como ‘efeito borboleta’

O chamado ‘efeito borboleta’, da teoria do caos – o qual afirma que um bater de asas de um inseto no Brasil possa provocar uma tempestade no Texas pode, segundo os cientistas, ser reconhecido no processo de perda de áreas verdes. Ou seja, redução de área verde na América do Sul, no sudeste asiático, e na África pode alterar a agricultura, por exemplo, no grandioso meio-oeste dos EUA, bem como na Europa e China, ou seja, além dos trópicos.

O papel das florestas para o clima mundial

As florestas tropicais não agem como sumidouros de carbono, ou mesmo pulmões naturais apenas, mas sim regulam a interação entre a terra e a atmosfera. São capazes de transportar mais água que qualquer outro ecossistema na Terra.

Isso pode ser visto, na prática, porque florestas transformam a água do solo em hidratação ao ar, resfriando a atmosfera, quando há a evaporação. São centrais para o processo de renovação dessa hidratação, por isso, eliminá-las, leva a um efeito de aquecimento e ressecamento.

Leia também: Desmatamento volta a aumentar na Mata Atlântica

Fonte foto: freeimages.com