Qual é a forma mais "verde" de tomar café?

forma mais

Diante da crescente preocupação de consumidores com a sustentabilidade do cafezinho, algumas empresas no exterior têm buscado soluções para vender uma dose individual de café, ou chá, em embalagens recicláveis.

Entretanto, esse tem sido um problema, pois muitas das embalagens são feitas de plástico rígido que normalmente não é reciclado na maioria das localidades.

Uma empresa canadense, Mother Parkers Tea and Coffee, lançou recentemente no mercado o EcoCup, um copinho transparente projetado para ser mais facilmente reciclado.

“Se nos perguntarem se devemos compartilhar esses copos com nossos concorrentes, a resposta fácil seria 'não', mas a resposta correta é 'sim',” disse o vice-presidente para desenvolvimento Bill Vanden Bygaart, da empresa, que ocupa o quarto lugar dentre as empresas de torrefação de café na América do Norte.

A embalagem contém duas 'fases': um receptáculo com filtro para o chá ou café, onde se derrama água quente, e o copinho propriamente dito.

EcoCups, com o chá da empresa, começarão a ser vendidos pela Amazon e em lojas especializadas no exterior em poucas semanas. O café começará a ser vendido somente no ano que vem.

Nos Estados Unidos, o mercado de doses individuais de bebidas quentes foi um dos maiores sucessos na indústria de bebidas na década passada. As vendas, realizadas através de máquinas, cresceram a uma taxa anual de 33,6% entre 2008 e 2013, de acordo com a empresa de pesquisas de mercado Euromonitor International. As vendas de doses individuais de café cresceram 78,6% ao ano no período.

Nespresso, Keurig e outras empresas fizeram vários esforços para lidar com o problema de reciclagem dos copinhos, com resultados variáveis. LBP Manufacturing, uma empresa que fabrica embalagens para a indústria de alimentos, vende tecnologia para a fabricação de copinhos recicláveis chamados UpShot Solution, e outras empresas oferecem copinhos reusáveis.

Nespresso tem uma campanha para coletar embalagens usadas em redes de revendedores como a Sur La Table, e em alguns lugares é vendido em embalagens de alumínio, que é reciclável.

A Keurig Green Mountain, maior empresa do setor de café em dose individual, tem uma campanha similar, para recolher os copinhos usados em seus revendedores e enviá-los para uma unidade onde eles são desmanchados.

A empresa introduziu um novo sistema chamado Vue, no ano passado, com copinhos recicláveis.

Mesmo utilizando-se o EcoCup, feito com plástico nº 6, reciclável em dois terços das localidades nos EUA, não há como reciclar a tampa e o filtro. O pó de café pode ser compostado, mas a operação como um todo é consideravelmente complexa para um produto destinado à praticidade.

A forma mais 'verde' de tomar café continua sendo o filtro tradicional.

O site de sustentabilidade treehuger.com criticou o produto no artigo “Ugh, EcoCup 'recyclable' coffee pods are still pretty much trash” (Os copinhos 'recicláveis' EcoCup continuam sendo lixo, em tradução livre).

Após repercutir as características básicas do produto e os esforços da indústria em torná-lo sustentável, o site chegou à conclusão inevitável: mesmo que o produto chegue a ser 100% reciclável, ainda será descartável. Não difere em nada das garrafas plásticas de água, que deveriam ser reusadas antes de recicladas.

A energia e a complexidade necessárias para reciclar o copinho descartável faz com que seja muito melhor para o meio ambiente usar um filtro tradicional e compostar o pó de café.