Rede social aproxima produtores orgânicos e consumidores

comida da gente

Certamente, se você tiver a oportunidade de sempre comprar produtos orgânicos, a sua preferência será por adquiri-los, não é mesmo?

Entretanto, quem mora nas cidades acaba pagando um preço bem elevado pelos produtos orgânicos, o que impede, muitas vezes, que eles produtos cheguem à mesa da maioria das pessoas. 

Afinal, por que os produtos orgânicos custam mais caro?

Primeiramente, os produtos orgânicos são produzidos em pequena escala, diferentemente da produção em grandes lavouras. Isso gera um problema de competitividade no mercado: menor quantidade, mais atravessadores para ganhar sobre o preço do produto.

Felizmente, existem algumas alternativas sendo adotadas para evitar esse problema. Muitos produtores de orgânicos estão se organizando em feiras orgânicas e oferecendo os seus produtos em mercados especializados, proporcionando ao consumidor a possibilidade de comprar os seus produtos de uma forma mais justa. 

Outra alternativa adotada por alguns produtores é a distribuição de cestas orgânicas preparadas por eles próprios. Como tem havido um aumento da demanda por produtos naturais, as entregas diretas estão cada vez mais comuns.

Apesar dessas ótimas iniciativas, não são todos os produtores que conseguem se organizar dessas formas, logo nem eles conseguem vender os seus produtos para atender a demanda das cidades, nem os consumidores conseguem ter acesso aos seus produtos.

Foi pensando em contribuir com os produtores orgânicos que não conseguem manter uma estrutura de distribuição que nasceu o Comida da Gente, uma rede social que aproxima produtores orgânicos e consumidores com o objetivo de levar comida fresca e natural para a mesa de mais pessoas. A ideia é conectar pessoas interessadas em comprar, coletivamente, produtos orgânicos e, até mesmo, artesanatos, diminuindo, assim, as barreiras e a distância entre o campo e a cidade. 

Muitas cidades brasileiras já estão usando o Comida da Gente. 

Confira, a seguir, o vídeo que explica o projeto.

Leia também:

COMO RECONHECER SE O ALIMENTO É MESMO ORGÂNICO?

ORGÂNICOS CONFIÁVEIS? DEPENDE. FEIRANTES SÃO FLAGRADOS VENDENDO FALSO ORGÂNICO

Fonte: thegreenestpost